Clique e assine por apenas 7,90/mês

Aula com refugiados é uma boa opção para quem quer aprender um idioma

Conheça algumas delas

Por Elizabete Antunes e Julia Flamingo - Atualizado em 5 dez 2016, 11h00 - Publicado em 15 out 2016, 01h00

Em tempos em que a fluência em inglês é requisito básico para qualquer emprego, a terceira língua vira um poderoso diferencial. Na cidade, não faltam opções, que vão dos cursos em salas de aula ao exercício do idioma com professores que têm uma experiência de vida bem distinta da dos estudantes, como refugiados. Conheça algumas delas.

+ Escolas criam cursos com aulas para criação e programação de apps

+ Cursos virtuais atraem alunos com custos mais baixos e horários flexíveis  

Para dar os primeiros passos

Para aprender uma nova língua, é essencial ter disciplina e disposição para usá-la fora do horário de aula. Ainda assim, mesmo escolas tradicionais oferecem variantes. Na Cultura Inglesa (☎ 0800-0209-209 ou ☎ 4002-0909) existe a modalidade de praticar o idioma pela internet com professores nativos baseados no Rio. Outras escolas com cursos em que a cultura e o idioma andam junto são o Instituto Cervantes (☎ 3554-5910), a Aliança Francesa (☎ 2286-4248) e o Goethe Institut (☎ 3804-8200), referências em espanhol, francês e alemão, respectivamente. 

Para conhecer outras culturas

Com o aumento das campanhas de acolhimento de refugiados, várias entidades passaram a promover cursos ministrados por imigrantes recém-chegados. Uma delas é a ONG Abraço Cultural (☎ 98899-2208), que oferece o serviço em Botafogo — aulas de espanhol, inglês, árabe e francês — e tem nove professores: três do Congo, dois da Venezuela, três da Síria e um de Gâmbia. “É bom para os dois lados: aprendo com os alunos e eles aprendem comigo sobre o meu país e o meu povo”, diz a professora síria Tulin Al Hashemi, que dá aulas de inglês. 

Para quem não tem tempo

O aplicativo Buzzers é uma espécie de Uber dos idiomas. No ar há quatro meses, ele tem cerca de 700 alunos e mais de 300 professores cadastrados. A ideia é fazer com que os usuários escolham os docentes de acordo com o idioma e com o preço (a média é de 50 reais por hora). Para os autodidatas, a escola English Town (☎ 0880-600-5858) oferece acesso ilimitado a exercícios on-line durante as 24 horas do dia.

Publicidade