Continua após publicidade

Ator da Record que desapareceu foi vítima de latrocínio, afirma polícia

Assassinos praticavam roubos e matavam as vítimas depois de marcar encontro em site de troca de casais

Por Redação
1 mar 2024, 16h05

Dois homens foram presos nesta quinta (29), na Baixada Fluminense, acusados pelo latrocínio (roubo seguido de morte) do ator Edson Caldas Barboza, desaparecido desde o início de fevereiro.

+ Com epidemia de dengue, preço do repelente varia quase 200% no Rio

Segundo as investigações, Jairo Inácio Correia e Renan Calixto de Lima atraíram Edson para um encontro sexual em Engenheiro Pedreira, também na Baixada, e obrigaram a vítima a realizar transferências bancárias, antes de ser amarrado, levado na mala para um matagal próximo ao Rio Guandu, em Seropédica, e executado.

Compartilhe essa matéria via:

Segundo policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, que efetuaram a prisão, um dos homens confessou o crime. O veículo foi encontrado com marcas de tiro e sangue em Queimados, município vizinho. A polícia encontrou um corpo em Seropédica, na Baixada Fluminense, com características semelhantes às do ator. A família foi chamada para fazer um exame de DNA.

Continua após a publicidade

De acordo com as investigações, os criminosos utilizavam um site de troca de casais para atrair as vítimas, que eram depois rendidas e obrigadas a realizar as transferências bancárias. Por último, eram amordaçadas, espancadas e mortas.

A arma utilizada no homicídio foi apreendida e a polícia está em busca de um terceiro suspeito já identificado, além de mulheres que participavam das ações criminosas.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.