Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

2009

O prefeito dá um soco no ar, o governador pula da cadeira, o presidente da República chora como criança. Na TV, jornalistas não contêm a emoção e, na praia, a multidão festeja, como se não houvesse amanhã, o anúncio de que o Rio seria a sede dos Jogos Olímpicos de 2016. A cerimônia do Comitê Olímpico Internacional, realizada em Copenhague, na Dinamarca, no dia 2 de outubro de 2009, aconteceu a mais de 10 000 quilômetros de distância, mas serviu para marcar aquele momento, e aquele ano espe

Por Lula Branco Martins Atualizado em 5 jun 2017, 14h51 - Publicado em 9 set 2011, 16h21

O prefeito dá um soco no ar, o governador pula da cadeira, o presidente da República chora como criança. Na TV, jornalistas não contêm a emoção e, na praia, a multidão festeja, como se não houvesse amanhã, o anúncio de que o Rio seria a sede dos Jogos Olímpicos de 2016. A cerimônia do Comitê Olímpico Internacional, realizada em Copenhague, na Dinamarca, no dia 2 de outubro de 2009, aconteceu a mais de 10?000 quilômetros de distância, mas serviu para marcar aquele momento, e aquele ano especificamente, como um dos mais significativos na memória do carioca. Mas, é bom que se ressalte, existe, sim, o amanhã. Ou seja: os preparativos para o grande evento têm de andar mais rápido.

especial_cidade29.jpg
especial_cidade29.jpg
especial_cidade30.jpg
especial_cidade30.jpg
especial_cidade28_1.jpg
especial_cidade28_1.jpg
Continua após a publicidade

Publicidade