Clique e assine com até 65% de desconto

Anitta fala sobre novo álbum, feito com mesmo designer de Madonna, e comenta polêmicas

Cantora quer abandonar o rótulo de funkeira: "Tenho mais a oferecer"

Por Daniela Pessoa Atualizado em 5 dez 2016, 11h46 - Publicado em 10 out 2015, 01h00

Aos 22 anos, a cantora Anitta, aquela do sucesso-chiclete Show das Poderosas, se cansou do rótulo de funkeira. Com Bang, seu terceiro álbum, que será lançado na próxima quinta (15), ela promete uma virada. “Será um divisor de águas na minha carreira, um upgrade”, propagandeia a cantora, que contratou o mesmo diretor criativo de Madonna, o designer Giovanni Bianco, para desenvolver a concepção visual do novo CD e do clipe. Anitta falou à coluna sobre as novidades e comentou polêmicas.

Como será essa nova Anitta? Estou mais completa agora, tenho mais a oferecer. Quero mostrar que sou eclética. Posso ser funkeira, sambista, cantora de MPB. E o Giovanni deu um ar de superqualidade ao meu trabalho.

Com o single Bang, muita gente acusa você de tentar imitar a canção de sucesso Bang, Bang!, da Nicki Minaj… De jeito nenhum. Eu queria dar ao público um tiro certeiro, mas, pela primeira vez na vida, estava sem ideias. Aí o Giovanni apareceu com esse conceito, adorei e compus uma música em cima para manter o nome do álbum.

Você se incomoda de ser comparada com outras funkeiras, como a Ludmilla? Fico feliz por ter aberto portas e tornado esse caminho possível para outras artistas. Canto até músicas dela nos meus shows.

E quando dizem que você é tiete e fica na cola das celebridades internacionais? Não sou tiete, é mentira. Sou fã. Assim como todo mundo, tenho meus ídolos. Se eu não puder ser fã, então ninguém poderá ser meu fã também.

Continua após a publicidade

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DESSA SEMANA:

+ A madame virou sacoleira: socialite Fatima Martins cria Instagram para fiscalizar preços nos supermercados

+ Carolina Ferraz, que está engrossando a voz para o cinema, confessa não ser radical com a alimentação das filhas como Bela Gil

+ Padre Alexandre Paciolli, da Paróquia São José, na Lagoa, é velejador e se prepara ainda para lançar livro

+ Carnavalesca Rosa Magalhães assina figurino e cenário de ópera infantil e fala sobre festa de encerramento da Olimpíada

Continua após a publicidade
Publicidade