Clique e assine com até 65% de desconto

Americanos criam 5 mascotes para representar Rio 2016

Os personagens são uma ironia aos atuais problemas do Rio

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 2 jun 2017, 12h08 - Publicado em 28 abr 2016, 20h25

Parece que os americanos ainda não superaram a derrota de Chicago para o Rio na eleição da cidade-sede da Olimpíada 2016. O site SportsGrid publicou uma lista com os 5 mascotes que representam os problemas do evento, como o surto do Zika vírus, a crise econômica e até mesmo a poluição das águas.

Ainda aproveitam para cutucar o governo… Afinal, dois dias depois do ataque terrorista em Bruxelas, o Rio anunciou corte no orçamento de cerca de $500 milhões de dólares. O dinheiro estava destinado à segurança durante os jogos.

Confira os irônicos mascotes:

+Baixo Suíça volta à Lagoa para a Olimpíada

bus3
bus3

Stabby the Mosquito: “O Zika vírus está prosperando no nordeste do Brasil – uma doença que pode causar problemas neurológicos como microcefalia ou síndrome de Guillain-Barré, em recém-nascidos, e é transmitida por mosquitos. A Olimpíada em local tropical é uma má ideia, em primeiro lugar, ainda mais com uma grande quantidade de pessoas reunidas em um ambiente propício para a doença. Estão pedindo para ter problemas”.

The Hamburglar: “Ele esteve fora de campo por algum tempo, e desde o Rio, tem sido incomodado por causa dos níveis de criminalidade, com mais de 1.200 homicídios na cidade em 2015. Eles trouxeram ele de volta. O corte no orçamento de segurança não foi reconfortante”

bus2
bus2

Impeachy the Peach: “Poucas pessoas estão pensando sobre a Olimpíada nesse momento no Rio, afinal, a presidente do Brasil Dilma Roussef está lutando contra um movimento de impeachment enorme. O país enfrenta sua pior recessão econômica desde a década de 1930 – alguns dizem que foi desencadeada pela Copa do Mundo e pelos gastos Olímpicos – sem falar dos vários escândalos políticos. Milhares protestam nas ruas”.  

bus4
bus4

Toxic the Fish: “A água no Rio está tão ruim que os Estados Unidos declarou a seus atletas que eles poderiam escolher entre participar ou não dos eventos que estivessem relacionados à água.”

Bus
Bus

Buster the Tragically Late Bus: “O sistema de transporte do Rio não está pronto para suportar a quantidade de pessoas que estará na cidade para a Olimpíada, embora os oficiais estejam esperando cumprir o prazo. Mas não para por aí. Apesar da promessa de que todos os transportes seriam livres, os moradores não serão autorizados a usar alguns deles durante o evento, só se possuírem um bilhete especial.”

*Traduzido livremente 

Continua após a publicidade
Publicidade