Clique e assine por apenas 4,90/mês

Adeus a Marielle Franco: manifestações no Rio e em todo o Brasil

Assassinada brutalmente, a vereadora do PSOL-RJ será velada nesta quinta (15) na Câmara Municipal e sepultada no cemitério do Caju

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 15 mar 2018, 11h51 - Publicado em 15 mar 2018, 11h14

Assassinada brutalmente na noite desta quarta (14), no Estácio, por volta das 21h30, a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) será velada a portas fechadas, nesta quinta (15), na Câmara Municipal do Rio, na Cinelândia. O velório está previsto para começar ao meio-dia, e o enterro será no cemitério do Caju por volta das 16h. Anderson Pedro Gomes, o motorista que estava com ela no carro, também morto na ação criminosa, será velado no mesmo local, mas, a pedido da família, o enterro será no cemitério de Inhaúma. Marielle e Anderson estavam acompanhados, ainda, da assessora Fernanda Chaves, atingida por estilhaços e levada ao Hospital Souza Aguiar.

Desde às 11h, militantes e filiados do PSOL-RJ fazem uma vigília em homenagem à vereadora, também na Câmara Municipal. O crime repercutiu ainda na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), onde foi decretado luto de três dias. A sessão não deve ser cancelada, mas está previsto um minuto de silêncio.

Logo após o anúncio da morte da vereadora, uma vigília foi realizada na madrugada desta quinta no espaço Plínio de Arruda Sampaio, na Lapa. Segundo o PSOL, cerca de 300 pessoas estiveram no local, de representantes de movimentos sociais a dirigentes do partido e o vereador Tarcísio Mota. O ato seguiu até 3h da manhã e foi retomado por volta das 11h  na escadaria da Câmara de Vereadores, na Cinelândia. Os organizadores pretendem ficar por lá até às 17h, quando partem para a Alerj. No Facebook, o evento Marcha Contra o Genocídio Negro, marcado para às 17h na Alerj, já tem mais de 72 000 pessoas confirmadas. Os manifestantes vão descer a Rua da Assembléia e marchar em direção à Câmara Municipal.

Há também manifestações marcadas em todo o Brasil:

Continua após a publicidade

– Em São Paulo será no vão livre do MASP, na Avenida Paulista, às 17h.

– No contexto do Fórum Social Mundial 2018, que ocorre em Salvador, a homenagem a Marielle está marcada para às 10h na Tenda Sem Medo, montada no Instituto de Física da Universidade Federal da Bahia.

– Em Brasília, o ato acontece das 11h às 14h no Anexo II da Câmara dos Deputados.

 

Continua após a publicidade

– Em Belo Horizonte, as homenagens serão na Praça da Estação, às 17h.

– Já em Recife, o movimento feminista Partida Recife organiza uma ação na Câmara Municipal, às 17h.

– Em Porto Alegre, um ato foi marcado às 17h30, na Esquina Democrática, no cruzamento da Avenida Borges de Medeiros com a Rua da Praia.

– Em Curitiba, o PSOL marcou a reunião para às 18h30, no Prédio Histórico da UFPR.

Continua após a publicidade

– Florianópolis se prepara para um protesto às 17h na Esquina Feminista, localizada no cruzamento entre as ruas Deodoro e Conselheiro Mafra. A organização pede que as pessoas levem material para a confecção de faixas.

– Em Natal, por sua vez, o ato será na frente da sede do partido da vereadora, às 17h.

– O movimento NOS Fortaleza, que tem o objetivo de atuar nas lutas sociais, convoca a população de Fortaleza para uma vigília às 17h na Praça Gentilândia.

– Em Belém, o movimento de juventude Juntos PA, que visa lutar contra todo tipo de opressão, organiza um protesto às 17h na Avenida Almirante Barroso, em São Braz, na capital do Pará.

Continua após a publicidade

– Em Manaus, o ato de resposta ao assassinato da vereadora Marielle Franco tem início previsto às 17h no Largo de São Sebastião.

Publicidade