Continua após publicidade

Como foi a perseguição policial que terminou com quatro mortos na Zona Sul

Carro com dois ocupantes e viatura com dois PMs capotaram, após caçada de 27km que começou em São João de Meriti

Por Da Redação
Atualizado em 23 Maio 2024, 11h45 - Publicado em 22 Maio 2024, 14h00

Uma perseguição de 27 quilômetros terminou com dois policiais militares e dois suspeitos mortos no Jardim Botânico, na madrugada desta quarta (22), após os dois veículos capotarem. O acidente envolveu um Onix vermelho e uma viatura do do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE), que também colidiu em uma árvore, ficando completamente destruída. O carro dos suspeitos chegou a ter o teto arrancado com a violência da batida. O veículo apresentava uma marca de tiro na porta traseira. Os ocupantes morreram na hora.

+ CRLV digital: como emitir o boleto relativo a 2023

Segundo a Polícia Militar, quatro PMs estavam em uma blitz no Km 19,5 da Linha Vermelha, próximo à alça de saída da Rodovia Presidente Dutra, em São João de Meriti, e mandaram o motorista do Onix parar. O carro, no entanto, acelerou, e os militares entraram em duas viaturas e passaram a segui-lo.

Em alta velocidade, os veículos seguiram no sentido Centro da Linha Vermelha. Percorreram as ilhas do Governador e do Fundão, atravessaram a Maré e o Caju, pegaram o Elevado Paulo de Frontin e entraram no Túnel Rebouças, cruzando as 2 galerias. Na alça de saída para o Jardim Botânico, o Onix e uma das viaturas capotaram. A Rua Jardim Botânico ficou fechada por cerca de três horas. Às 6h20, ambos os sentidos da via foram liberados.

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Dois dos quatro mortos já foram identificados. O soldado Bruno Paulo da Silva deixa viúva e dois filhos, um de 15 anos e outro de 2. O também soldado Bruno William Batista de Souza Ribeiro deixa viúva e um filho de 4 anos. Um dos perseguidos estava com documentos falsos e foi erradamente identificado como Hugo Damasceno. Uma perícia inicial não encontrou armas ou drogas no Onix. Na mala havia roupas e uma tenda, que passariam por uma análise mais detalhada.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.