Clique e assine por apenas 4,90/mês
Vinoteca Por Marcelo Copello, jornalista e especialista em vinhos Marcelo Copello dá dicas sobre vinhos

Vinho contém Glúten?

Vinho é a mais saudável das bebidas. É composto por mais de 500 substâncias. Se consumido com moderação, pode ser um poderoso aliado à saúde.

Por Marcelo Copello - Atualizado em 1 jul 2018, 12h38 - Publicado em 30 jun 2018, 09h06

Por Marcelo Copello

Vinho é a mais saudável das bebidas. É composto por mais de 500 substâncias. Se consumido com moderação, pode ser um poderoso aliado à saúde.

Muito tem-se falado sobre Glúten, um conjunto de proteínas normalmente encontrado em cereais como o trigo. Você já deve ter lido a frase “contém Glúten”, que serve para alertar pessoas alérgicas ao glúten ou portadoras da hipersensibilidade imunomediada (doença celíaca).

VINHO CONTÉM GLÚTEN?
Muitas bebidas alcoólicas são feitas de grãos como trigo, cevada, centeio etc. Estas são risco para quem precisa cortar o Glúten de sua alimentação. O vinho é feito de uvas e portando livre de Glúten, certo? Quase.

O limite legal para um alimento ser considerado livre de Glúten é 20 partes por milhão. O vinho fica SEMPRE abaixo desta faixa, e portanto é legalmente “Glúten Free”. No entanto, em alguns casos de exceção, o vinho pode conter ínfimos traços da substância, algo como 1 ou 2 partes por milhão.

Continua após a publicidade

CASOS EM QUE VINHO CONTÉM GLÚTEN
Alguns vinhos são amadurecidos em recipientes de madeira, embora cada vez mais se use outros materiais, como inox). As barricas de carvalho normalente são seladas com produtos como parafina ou cêra. É raro acontecer, mas algumas barricas podem ser seladas com pasta de farinha. Nestes poucos casos o vinho ganhará uma micro parte de Glúten.

Outro momento em que o vinho pode ter contato com Glúten é em sua Clarificação/Estabilização. É nesta etapa de sua produção que o vinho é limpo de impurezas. Para processar a clarificação são usados uma variedade de agentes, os mais comuns são argila (betonita), clara de ovo, gelatina ou cola de peixe. Lembrando que estes produtos se depositam (são decantados) e não estarão presentes no vinho que vai ao mercado. Bem pouco comum, mão não impossível, é o uso de produtos contendo Glúten, deixando traços no vinho.

E SE VOCÊ FOR SENSÍVEL DEMAIS?
Seja qual for o caso é muito difícil que vinho contenha Glúten. Se tiver será em quantidades ínfimas, 1 a 2 partes por milhão, que só afetará casos raros de portadores de doença celíaca com ultra-sensibilidade.

Se você for um destes casos, recomendo se informar diretamente com o produtor do vinho, pois só assim será possível ter certeza de que há nenhum traço de Glúten.

Se você não está neste grupo, não culpe o vinho caso tenha alguma reação. É bem possível que a causa venha de outro alimento ou que seja uma simples ressaca.

Leia também: Vinho e Dietas

Continua após a publicidade
Publicidade