Clique e assine por apenas 4,90/mês
Vinoteca Por Marcelo Copello, jornalista e especialista em vinhos Marcelo Copello dá dicas sobre vinhos

Um brinde com o celular

Por Marcelo Copello   Vamos a um dos assuntos mais comentados nas redes sociais nos últimos meses – a polêmica entre a Apple e o Comité Champagne.   A Apple lançou o iPhone 5 com várias opções de cor, entre elas a cor champagne. O Comite de Champagne (CIVC) ameaçou então processar a Apple pelo […]

Por marcelo - Atualizado em 25 fev 2017, 18h52 - Publicado em 14 nov 2013, 16h10
Por Marcelo Copello

 

Vamos a um dos assuntos mais comentados nas redes sociais nos últimos meses – a polêmica entre a Apple e o Comité Champagne.

 

A Apple lançou o iPhone 5 com várias opções de cor, entre elas a cor champagne. O Comite de Champagne (CIVC) ameaçou então processar a Apple pelo uso do nome Champagne. Imediatamente um debate foi instalado na internet. Podemos ou não usar um nome protegido por lei, como Champagne, protegida para designar cor?

Continua após a publicidade

 Apple X Champagne

Alega-se que, por um lado, não haveria registro formal deste nome de cor. Por outro lado, as referências bibliográficas ao uso de champagne como cor precedem o registro do nome Champagne como vinho, que é de 1936 (data da criação da AOC Champagne).

 

Seja como for, a Apple voltou atrás e chamará a cor de seu iPhone de “ouro” e nós teremos um bom assunto para conversa com uma taça de champagne à mão, de cor ouro, é claro.

Continua após a publicidade

 

Marcelo Copello (mcopello@simplesmentevinho.com.br)

Publicidade