Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Vinoteca Por Marcelo Copello, jornalista e especialista em vinhos Marcelo Copello dá dicas sobre vinhos

Barato é bom, caro é melhor ainda

Por Marcelo Copello Estudos mostram que o preço do vinho pode realmente influenciar o seu sabor. Um deles, realizado pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia em 2014, convocou estudantes de enologia a fazerem uma degustação em que se depararam com duas garrafas de vinho, um caro e outro barato. Detalhe: ambas estavam preenchidas com o […]

Por marcelo Atualizado em 25 fev 2017, 17h24 - Publicado em 23 ago 2016, 10h20

Por Marcelo Copello

Estudos mostram que o preço do vinho pode realmente influenciar o seu sabor. Um deles, realizado pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia em 2014, convocou estudantes de enologia a fazerem uma degustação em que se depararam com duas garrafas de vinho, um caro e outro barato. Detalhe: ambas estavam preenchidas com o vinho barato. Enquanto degustavam, estavam ligados a um aparelho que mapeava o cérebro, identificando as áreas de reação.

 

20131010winemoney

 

O resultado foi que, para o vinho da garrafa cara eles usaram adjetivos como “complexo e encorpado”, enquanto o mesmo vinho na garrafa barata foi descrito como “fraco e chato”. A experiência mostrou que existe uma parte específica do cérebro responsável pela sensação de prazer e que o preço do vinho pode aumentar a atividade nessa área. Os estudos despertam o interesse de pesquisadores e empresas. E tem mais. Os estudiosos apostam que no futuro próximo será possível analisar perfumes, sabores, filmes e músicas por meio de circuitos do nosso cérebro.

 

Acesse www.marcelocopello.com e assine nossa news

Continua após a publicidade

Publicidade