Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Teatro de Revista Por Blog Espetáculos, personagens, bastidores e tudo mais sobre o que acontece na cena teatral carioca, pelo olhar do crítico da Veja Rio

Ney Latorraca fala sobre entrevero com espectadora durante sessão de Entredentes

Ney Latorraca passou por maus bocados ontem durante a sessão Entredentes, comédia de Gerald Thomas que o ator estrela no Teatro Sesc Ginástico. Durante aproximadamente quinze minutos, ele ouviu xingamentos proferidos por uma senhora na primeira fila (principalmente ligados à sua sexualidade), até que resolveu parar o espetáculo. Ato contínuo, Latorraca passou um sermão na […]

Por rafaelteixeira Atualizado em 25 fev 2017, 18h30 - Publicado em 31 out 2014, 16h07

Entredentes - foto © Guga Melgar 1

Ney Latorraca passou por maus bocados ontem durante a sessão Entredentes, comédia de Gerald Thomas que o ator estrela no Teatro Sesc Ginástico. Durante aproximadamente quinze minutos, ele ouviu xingamentos proferidos por uma senhora na primeira fila (principalmente ligados à sua sexualidade), até que resolveu parar o espetáculo. Ato contínuo, Latorraca passou um sermão na espectadora e pediu que ela fosse retirada da sala – o que de fato aconteceu. Inicialmente, chegou-se a imaginar que o ator havia simplesmente dado um chilique porque a mulher estaria conversando, mas ele afirma que não foi isso que aconteceu. “Não foi um ataque meu, mas dela. Ataques homofóbicos, diga-se. Quando ela começou a me xingar, pensei que havia ouvido errado, por causa da música alta da peça. Não acreditei que alguém pudesse estar falando aquilo. Mas ela prosseguiu. Até que eu resolvi parar”, contou Latorraca ao blog.

Segundo o ator (em cena na foto acima, de Guga Melgar), o auge do episódio foi em uma cena em um monólogo do seu personagem pergunta, no qual ele pergunta: “Quem sou eu?”. Ao que espectadora respondeu: “Você não passa de um v… filho da p…”. Neste momento, o ator resolveu interromper a peça e exigir que a espectadora saísse. “Cheguei a pensar em prosseguir até o final e conversar com ela depois, mas ela não estava só me atrapalhando, como também o público que estava em volta. Eu estava me sentindo em um show de rock, mas eu não sou o Mick Jagger. Sou Ney Latorraca, ator, brasileiro”, desabafou. De acordo com ele, foi a primeira vez que algo do gênero lhe aconteceu em cinquenta anos de carreira. “Já fui até vaiado em cena, mas uma coisa dessas nunca havia acontecido. Mas para tudo tem uma primeira vez, né? Uma pena”, disse.

Do lado de fora da sala, a mulher, que tem 72 anos, passou mal. “Para quem não estava perto dela e só ouviu o que eu falei, ficou parecendo que ela havia sido a vítima. Sendo benevolente, até acho que ela podia estar querendo interagir, participar da peça. Mas não é assim. Mais um pouco e ela talvez subisse no palco e me desse um tapa na cara. Eu respeito meu público e exijo respeito”, diz Latorraca. O ator também se defendeu das acusações de que teria agredido uma senhora de idade. “Disseram que ela tem 72 anos. Eu tenho 70. Sou da mesma faixa etária que ela. O que é isso, a agressão é só de um lado?”

Latorraca contou ainda ele próprio passou mal e não dormiu direito por conta do episódio. “Fiquei tristíssimo. Quem me conhece sabe que isso não é do meu feitio, que eu atendo os fãs com o maior carinho, tiro fotos, dou autógrafo. Não dou piti, sou um ator generoso. Tudo que faço é para o público. Parece que no Brasil a agressão virou uma coisa normal, que está liberado. Mas não é assim, não. Tem que haver respeito. E eu não posso ficar apático vendo certo tipo de coisa acontecer.”

Continua após a publicidade
Publicidade