Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Teatro de Revista Por Blog Espetáculos, personagens, bastidores e tudo mais sobre o que acontece na cena teatral carioca, pelo olhar do crítico da Veja Rio

Começa hoje, com BR-TRANS, a sétima edição da Mostra Teatro na Contramão. Confira a programação completa

Uma das mais elogiadas montagens em cartaz na cidade, o monólogo BR-TRANS, com Silvero Pereira, sobre o universo dos transexuais brasileiros, abre hoje a sétima edição da Mostra Teatro na Contramão, no Espaço Cultural Escola Sesc (Avenida Ayrton Senna, 5677,  3214-7404). Seis espetáculos, todos com entrada franca, compõem a programação, que vai até sábado (22). Confira: […]

Por rafaelteixeira Atualizado em 25 fev 2017, 17h56 - Publicado em 17 ago 2015, 17h11

Silvero Pereira em BR-TRANS (crédito: Juliano Ambrosini)

Uma das mais elogiadas montagens em cartaz na cidade, o monólogo BR-TRANS, com Silvero Pereira, sobre o universo dos transexuais brasileiros, abre hoje a sétima edição da Mostra Teatro na Contramão, no Espaço Cultural Escola Sesc (Avenida Ayrton Senna, 5677,  3214-7404). Seis espetáculos, todos com entrada franca, compõem a programação, que vai até sábado (22). Confira:

PROGRAMAÇÃO

17/8 (segunda-feira):

19h30 – BR-TRANS

Duração: 70 min | Classificação: 16 anos | Local: Palco

Sinopse: Um processo cênico antropológico-autofágico-esquizofrênico traz à cena histórias sobre medo, solidão e morte. Histórias que se encontram e se confundem entre si e com a vida e as inquietações do ator. Recortes de vidas e vidas recortadas a partir de pesquisas e conversas com travestis, transformistas e transexuais de Porto Alegre, pelas ruas e casas de shows.  BR Trans é um trânsito de informações e de fatos reais. Um traço “Brasil-trans” construído a partir de convergência e dos deslocamentos entre os polos do Nordeste e Sul do Brasil.

Ficha Técnica – Direção: Jezebel De Carli / Dramaturgia: Silvero Pereira / Músico: Rodrigo Apolinário / Cenário: Rodrigo Shalako / Figurino, Maquiagem e Adereços: Silvero Pereira / Iluminação: Lucca Simas / Trilha sonora pesquisada: Silvero Pereira / Direção de produção: Ana Luiza Bergmann e Silvero Pereira / Produção executiva: Ana Luiza Bergmann

18/08 (terça-feira):

19h30 – Garras Curvas e um Canto Sedutor

Duração: 60 min | Classificação: 12 anos | Local: Palco

Continua após a publicidade

Sinopse: Inspirada no argumento do conto Catedral, de Raymond Carver, a ação da peça se desenrola a partir da chegada de um homem cego, Robert, na casa de Marina e João. Robert perdeu recentemente a sua esposa e o casal aguarda a sua visita.

Ficha Técnica – Texto: Daniele Avila Small / Direção: Felipe Vidal / Elenco: Dâmaris Grün (Marina), Lucas Gouvêa (João) e Rafael Sieg (Robert) / Cenografia: Aurora dos Campos / Iluminação: Tomás Ribas / Figurinos: Flávio Souza / Programação visual: Fernando Nicolau / Assistência de cenografia: Ana Machado e Carolina Sugahara / Operação de luz e som: Raphael Cassou / Produção executiva: Dâmaris Grün / Direção de produção: Daniele Avila Small / Realização: Complexo Duplo

19/08 (quarta-feira):

19h30 – Jacy

Duração: 60 min | Classificação: 12 anos | Local: Palco

Continua após a publicidade

Sinopse: Uma frasqueira encontrada no lixo contendo vestígios de vida de uma mulher de 90 anos. Este fato real levou o grupo Carmin a conduzir uma investigação que durou 3 anos e que, em agosto de 2013, resultou na peça de teatro documental. O grupo revela todo o processo dessa investigação e convida a plateia para acompanhar a vida de uma mulher comum que atravessou a 2ª Guerra Mundial e a Ditadura no Brasil, esteve no centro de um importante conflito político no RN, vivou um amor estrangeiro e terminou os seus dias em Natal.

Ficha Técnica – Textos: Pablo Capistrano e Iracema Macedo / Dramaturgia: Henrique Fontes e Pablo Capistrano / Direção: Henrique Fontes / Assistente de direção: Lenilton Teixeira / Consultoria: Marcio Abreu / Atores: Quitéria Kelly e Henrique Fontes / Videomaker: Pedro Fiúza / Designer de luz: Ronaldo Costa / Direção artística e cenografia: Mathieu Duvignaud / Trilha sonora original: Luiz Gadelha e Simona Talma / Coordenação de produção: Quitéria Kelly / Assistente de produção e desenhista: Daniel Torres / Designer gráfico: Vitor Bezerra / Fotógrafo: Vlademir Alexandre

20/08 (quinta-feira):

19h30 – O Confete da Índia

Duração: 60 min | Classificação: 18 anos | Local: Porão Torquato Neto

Sinopse: O confete da Índia, de André Masseno, é uma obra solo em diálogo com a postura corporal do desbunde, arte e atitude contraculturais que, durante os decênios de 1960-1970, deglutiam culturas e posturas estrangeiras para criarem um modo tipicamente extasiado de vivenciar e olhar o mundo. Contemplado pelo APCA 2013 como Melhor Projeto Artístico em Dança, O confete da Índia compõe-se por uma trilha sonora emblemática do período contracultural brasileiro e que embala um corpo em estado de êxtase que, por sua vez, questiona as fronteiras entre passado e presente, entre fonte e influência. Para André Masseno, o espetáculo configura-se como uma aposta na experiência do êxtase e transbordamento como estratégia para se re(pensar) as posturas e políticas corporais em vigor na esfera pública atual.

Ficha Técnica – Concepção, direção, dramaturgia e performance: André Masseno / Colaboração dramatúrgica e assistência de direção: Tuca Pinheiro / Desenho de luz: Renato Machado / Direção de arte: Fábio Carvalho / Figurinos e seleção da trilha sonora: André Masseno / Direção de produção: Verônica Prates / Consultoria teórica: Leonardo Davino / Programação visual: Karin Palhano / Realização: Quintal Produções

21/08 (sexta-feira):

19h30 – A Geladeira

Duração: 62 min | Classificação: 12 anos | Local: Palco

Sinopse: Um homem acorda na manha do seu 50º aniversário e encontra uma geladeira no meio da sala. A partir dela “L” vê saltar de seu passado figuras como a mãe, a empregada, a psicanalista, seu cão e até um rato que mora em seu armário. Todos representados por um único ator nesta peça non sense do argentino Copi, em que a existência humana se recusa a fixar-se em um único lugar em que os papéis sociais, a sexualidade e a subjetividade aparecem em pleno trânsito.

Ficha Técnica – Autor: Copi / Tradução: Maria Clara Ferrer / Direção: Nelson Baskerville / Assistente de direção: Thais Medeiros / Assistente de movimento: Erika Puga / Elenco: Fernando Fecchio / Preparação corporal: Tutto Gomes / Figurino: Marichilene Artisevskis / Cenário: Amanda Vieura e Nelson Baskerville / Adereços: Amanda Vieira e Carol Almeida / Cenotécnicos: Raul Zito e Fire Lux Produções / Operador de som: Camilo Martins / Assistente técnico e operador de luz: Júnior Docini / Iluminação: Wagner Freire / Trilha sonora: Daniel Maia e Nelson Baskerville

22/08 (sábado):

19h30 – O Reino do Mar Sem Fim

Duração: 60 min | Classificação: livre | Local: Palco

Sinopse: Severino da Cocada, mamulengueiro, barbeiro e fabricante de cocadas, relembra as histórias da sua vida. Até que decide cantar o Romance do Reino do Mar Sem Fim, uma obra-prima da literatura oral nordestina. A partir daí, uma cena onírica e poética, envolvendo elementos de animação, bonecos, objetos e imagens dá vida ao espetáculo.

Ficha Técnica – Realização: Grupo Pedras / Elenco: Marina Bezze, Helena Stewart, Diogo Magalhães, Adriana Schneider / Direção, pesquisa e concepção: Adriana Schneider / Assistência de direção: Camila de Aquino / Direção musical e músicas originais: Kiko Horta / Sonoplastia e produção musical: Kiko Horta e Ronaldo Alves / Cenografia: Carlos Alberto Nunes e Marcos Feio / Figurino: Ana Paula Secco / Figurino Princesa Elisabete: Marcelo Marques / Iluminação: Luiz André Alvim e Guiga Ensá / Escultura de bonecos: Bruno Dante

Continua após a publicidade
Publicidade