Clique e assine por apenas 4,90/mês
Teatro de Revista Por Blog Espetáculos, personagens, bastidores e tudo mais sobre o que acontece na cena teatral carioca, pelo olhar do crítico da Veja Rio

Christiane Jatahy fala sobre o espetáculo de encerramento da segunda edição de In Drama, com Mariana Lima

Idealizado pela diretora Christiane Jatahy (das elogiadas peças A Falta que nos Move, Corte Seco e Júlia), o projeto In Drama tem uma premissa, no mínimo, interessante: artistas de diversas áreas são convidados a desenvolver espetáculos de diferentes linguagens, sempre a partir de um assunto comum e dialogando com uma exposição em cartaz na Casa França-Brasil, […]

Por rafaelteixeira - Atualizado em 25 fev 2017, 19h03 - Publicado em 11 jul 2013, 21h52

Idealizado pela diretora Christiane Jatahy (das elogiadas peças A Falta que nos Move, Corte Seco e Júlia), o projeto In Drama tem uma premissa, no mínimo, interessante: artistas de diversas áreas são convidados a desenvolver espetáculos de diferentes linguagens, sempre a partir de um assunto comum e dialogando com uma exposição em cartaz na Casa França-Brasil, onde o evento acontece. Na edição de estreia, no ano passado, o tema foi a obra de Nelson Rodrigues. Neste ano, a referência comum é Clarice Lispector. A literatura da ucraniana naturalizada brasileira sustentou apresentações da coreógrafa e bailarina Lia Rodrigues, em abril, e da cantora Zélia Duncan, em junho. Agora, é a vez da atriz Mariana Lima mostrar sua criação, em sessões que acontecem amanhã (dia 12), às 19h, e no sábado (13), às 17h e 19h.

Como de hábito neste evento, nem a própria Christiane é capaz de dizer exatamente o que o público verá em cena. Sabe-se apenas que, assim como Lia e Zélia, Mariana recebeu da diretora três textos de Clarice — Condição HumanaTemas que Morrem e Atualidade do Ovo e da Galinha — como sugestões de referência para a criação do espetáculo. Além da obra de Clarice, Mariana também se inspirou em textos de Fernando Sabino, que foi amigo da autora. O cenário da performance é o salão principal da Casa França-Brasil, onde acontece a exposição Escadas, da paulistana Carmela Gross. O ator Fernando Eiras faz uma participação especial. Lucas Macier assina a trilha sonora e a cenografia está a cargo de Dina Salem Levy. Detalhe: a entrada é franca. A diretora falou ao blog sobre o encerramento do projeto:

“O In Drama é um projeto muito desafiador. Criar algo a partir de limites é  estimulante e abismal. E o que esse projeto propõe é isso: juntar em um mesmo espaço físico e subjetivo uma exposição plástica, um texto literário ou teatral e uma criação que conjugue esses diferentes pontos. É uma delícia ver como resultam, muitas vezes, a partir do mesmo texto e da mesma exposição, criações completamente surpreendentes e diferentes. E a última performance do In Drama II fecha esse ciclo com chave de ouro. Depois da criação visceral da Lia Rodrigues em abril e das apresentações íntimas e comoventes de Zélia Duncan, a Mariana Lima vai trazer a força da palavra e do teatro para o centro da exposição da Carmela Gross. O encontro da Clarice Lispector com o Fernando Sabino (e da Mariana com o Fernando Eiras e dos dois com a Carmela Gross), representa de alguma forma essa conjugação de forças e criação. Acho, de verdade, que vai ser incrível!”

Continua após a publicidade
Publicidade