Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Solta o som Por Blog Aqui cabe de tudo: do popular ao alternativo, do clássico ao moderno. Confira as novidades, bastidores e críticas sobre o que acontece no mundo da música dentro e fora do Rio de Janeiro

Vai gostar de blues assim lá longe (no Mississippi)

  Ele esteve lá, no mítico encontro das rodovias 61 e 49, em Clarksdale, Mississippi. Por via das dúvidas, foi de dia mesmo. Essa historinha sobre a visita à famosa encruzilhada onde, à noite, Robert Johnson teria feito o pacto com o diabo que o transformou em uma lenda da música popular americana, dá uma […]

Por Pedro Tinoco Atualizado em 25 fev 2017, 18h56 - Publicado em 3 out 2013, 19h40

 

Continua após a publicidade
Cristiano Crochemore tocando em Clarksdale: no berço do blues

Cristiano Crochemore tocando em Clarksdale: no berço do blues

Ele esteve lá, no mítico encontro das rodovias 61 e 49, em Clarksdale, Mississippi. Por via das dúvidas, foi de dia mesmo. Essa historinha sobre a visita à famosa encruzilhada onde, à noite, Robert Johnson teria feito o pacto com o diabo que o transformou em uma lenda da música popular americana, dá uma ideia de como o cantor, guitarrista e compositor Cristiano Crochemore leva esse negócio de blues a sério. Em outras incursões pelo berço de seu gênero musical favorito, Crochemore lavou as mãos no rio Mississippi (apesar dos avisos de amigos sobre a poluição das águas) e participou de uma animada jam no bar Legend’s, do guitarrista Buddy Guy. Outra jam, bem mais perto, rola logo mais, a partir das 21h, no Bar do B, em Laranjeiras. Cristiano (voz e guitarra), Charles Zanol (voz), Otavio Rocha (guitarra), Cesar Lago (baixo), Beto Werther (bateria e voz) e Marco Tomasso (teclados) sobem ao palco da casa no Mercadinho São José para passear por clássicos do blues e do rock dos anos 50, além pescar algo dos repertórios de Beatles e Stones. Crochemore, gaúcho radicado no Rio, bate ponto por lá, nas conhecidas “Quintas de Blues”, há quatro anos. No começo, quando o bar ficava no térreo do mercado, a plateia espalhava-se em volta dos músicos, num clima bem informal. Hoje, no segundo andar, o público tem ar condicionado, mesas e cadeiras, além de uns pufes simpáticos e espaço para quem se anima a dançar. A propósito: Cristiano Crochemore está a caminho do segundo CD, Freeman Blues, de repertório próprio, com lançamento previsto para novembro – do primeiro, Play it Again, gravado há dois anos, acompanhe abaixo a faixa-título em apresentação ao vivo, no Lapa Café:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=CKbRzv5RFhY?feature=oembed&w=500&h=281%5D

 

Continua após a publicidade

Quintas de Blues

Onde: Bar do B. Rua das Laranjeiras, 90 (Mercadinho São José)

Quanto: R$ 15,00

A que horas: a casa abre às 21h e a música ao vivo começa uma hora depois.

Aceita cartões de débito e crédito MasterCard e Visa

Continua após a publicidade
Publicidade