Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Solta o som Por Blog Aqui cabe de tudo: do popular ao alternativo, do clássico ao moderno. Confira as novidades, bastidores e críticas sobre o que acontece no mundo da música dentro e fora do Rio de Janeiro

Nossa rainha do rock

Nossa história no rock começou com a carioca, nascida em Olaria, Iracema de Souza Ferreira (1922-2003). Nora Ney, esse o seu nome artístico, foi a primeira cantora a gravar um rock no Brasil, em 1955, em inglês mesmo: Rock Around the Clock, de Bill Haley. Nas décadas seguintes, músicos brasileiros e seus fãs foram da […]

Por Pedro Tinoco Atualizado em 25 fev 2017, 18h54 - Publicado em 30 out 2013, 00h44

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=5GnaU2m3-OQ?feature=oembed&w=500&h=375%5D

Nossa história no rock começou com a carioca, nascida em Olaria, Iracema de Souza Ferreira (1922-2003). Nora Ney, esse o seu nome artístico, foi a primeira cantora a gravar um rock no Brasil, em 1955, em inglês mesmo: Rock Around the Clock, de Bill Haley. Nas décadas seguintes, músicos brasileiros e seus fãs foram da jovem guarda à psicodelia, pogaram com os punks, viveram tempos áureos no BRock nos anos 80 e…. hoje andam meio sem espaço, espremidos no dial entre baianos, funkeiros, sertanejos, pop baba importado – e às vezes tudo isso junto numa música do Latino. Nora Ney, apesar da pioneira incursão pelo roquenrol, consagrou-se mesmo como uma dama da canção brasileira, intérprete de sambas e clássicos da dor de cotovelo como Ninguém Me Ama. Ela morreu há dez anos, no dia 28 de outubro de 2003. Vamos ouvi-la.

A propósito: a história dos primórdios do rock brasil foi muito bem contada em programa da Rádio Batuta, abrigada no site do Instituto Moreira Salles.

Publicidade