Clique e Assine a partir de R$ 3,90/mês
Programinha Carioca Por Raquel Pereira, jornalista e mãe de três Passeios, viagens e rolês em família

Viagem de carro em família será tendência também no pós-pandemia

Os viajantes brasileiros estão buscando por locais próximos que dê para ir de carro e as empresas estão sentindo positivamente o efeito

Por Raquel Pereira Atualizado em 23 nov 2020, 16h38 - Publicado em 23 nov 2020, 15h07

A pandemia transformou a forma de viajar neste ano e as mudanças devem continuar em 2021. Isto foi o que concluiu uma pesquisa realizada recentemente pela Airbnb nos Estados Unidos, que mostrou ainda que no ano que vem os encontros serão menos focados em turismo local e mais sobre viver, trabalhar e se conectar com segurança longe de casa. No Brasil, ainda de acordo com o serviço online que oferece acomodações em todo o mundo, há uma grande procura por casas de até 300 km de distância dos centros urbanos e que dê para ir de carro com a família. Destinos cariocas como Cabo Frio, Angra dos Reis e Petrópolis estão entre os mais procurados no Estado para os próximos meses.

As vantagens de viajar de carro são muitas neste momento tão delicado em que estamos vivendo e vão desde controle de passageiros até fugir da burocracia dos aeroportos. A Booking, site de reserva de viagens, analisou entrevistas com mais de 20 mil viajantes de 28 países. O resultado mostrou que dois em cada três brasileiros não se sentirão confortáveis até que exista uma vacina. Porém, por outro lado, 55% falaram que pretendem conhecer um novo destino na região em que moram e 63% planejam ir para algum lugar – perto ou longe – que já conhecem, por esse ser um destino familiar.

O mercado de produtos também sentiu positivamente essa tendência. Para Thiago Maniezzo, gerente de produto da Multikids Baby, o novo comportamento refletiu diretamente nas vendas da empresa. “Vimos crescer bastante a procura por itens de segurança e pelos acessórios que completam um passeio de carro, como espelhos frontais e traseiros, organizadores, protetores solares e até almofadas para usar com o cinto de segurança”, conta ele.

Prova disto foi um levantamento divulgado no começo de novembro pela Elo, uma das principais empresas brasileiras de tecnologia de pagamentos, que mostrou que o aluguel de veículos, seguido pela hotelaria, foram os grandes responsáveis pelo crescimento em faturamento no setor de turismo em outubro passado.

E você, já está preparado? Fizemos duas viagens bem especiais desde março: fomos ao Sheraton Grand Rio, um resort urbano localizado entre São Conrado e a praia do Leblon. A gente contou aqui como foi essa experiência, inicialmente cheia de receios e medos. Também revisitamos o Hotel Fazenda Mazzaropi, que fica em Taubaté (SP), a cerca de 242 km de distância do Rio. Estivemos lá em fevereiro deste ano, antes da pandemia, e foi tão maravilhoso que decidimos ir novamente para conferir todos os protocolos adotados neste momento tão delicado em que segurança e saúde precisam estar em primeiro plano. E sim, lá também está aprovadíssimo neste quesito – e em todos os outros. Pode confiar, lá é maravilhoso! Toda a cobertura está nos Destaques do @programinhacarioca.

Se jogue na estrada, mas não esqueça da máscara (cobrindo todo o rosto) e do álcool em gel – além dos itens de segurança do carro. Combinado?

Nova Lei da Cadeirinha: se liga!
Em outubro houve uma mudança na Lei da Cadeirinha. Isto significa que, crianças de quatro a dez anos, ou que tenham menos de 1,45m, devem ser obrigatoriamente transportadas no banco traseiro em assento de elevação e cinto de segurança de três pontos. A mudança entra em vigor em março de 2021. Anteriormente, os pequenos entre sete anos e meio e dez anos poderiam andar no automóvel usando apenas o cinto de segurança.

Continua após a publicidade
Publicidade