Clique e assine por apenas 4,90/mês
Meu Mundinho Por Blog Livros, discos, brincadeiras, passeios, exposições, peças de teatro e programas para pais e crianças no Rio

Arnaldo Antunes, Tony Bellotto e Paula Toller lançam livros ilustrados inspirados em seus sucessos musicais

  Grandes nomes da música popular brasileira, Arnaldo Antunes, Tony Bellotto e Paula Toller lançaram recentemente uma divertida coletânea, pela Editora Salamandra, voltada ao público infantil. Trata-se de “Família”, dos dois primeiros músicos, e “Oito Anos”, da cantora. Ambos são baseados em seus sucesso musicais homônimos. Com ilustrações divertidas – e fofas – as obras trazem […]

Por fernanda - Atualizado em 25 fev 2017, 17h49 - Publicado em 1 out 2015, 18h14

 

Divulgação

Grandes nomes da música popular brasileira, Arnaldo Antunes, Tony Bellotto e Paula Toller lançaram recentemente uma divertida coletânea, pela Editora Salamandra, voltada ao público infantil. Trata-se de “Família”, dos dois primeiros músicos, e “Oito Anos”, da cantora. Ambos são baseados em seus sucesso musicais homônimos.

Com ilustrações divertidas – e fofas – as obras trazem as letras das canções reproduzidas na íntegra, com uma “roupagem” diferente. Explico melhor: no caso de “Família”, gravada em 1987 pelos Titãs, a música é exibida, por meio de ilustrações de Loro Verz, em várias situações rotineiras que se passam com cada integrante da família, a exemplo de papai, mamãe, titia, seguidas pelo clássico refrão Família ê, família á, família!  Quem não conhece, né?

Continua após a publicidade

Já “Oito Anos”, apesar de ter ficado marcada como um hit infantil na voz de Adriana Calcanhotto no projeto Adriana Partimpim, é uma criação da compositora Paula Toller com coautoria do músico Dunga. O enredo aborda a história do pequeno Gabriel, que, aos 8 anos, faz perguntas difíceis de serem respondidas até pelos que têm faixa etária mais elevada. Nesse caso, as ilustrações foram feitas por Bruna Assis Brasil.

Após folhear os livros eu, que sequer sou mãe, fiquei com vontade de comprar para os afilhados. Afinal, a bem-vinda iniciativa uniu duas boas ideias: a apresentação de nossa cultura musical aos miúdos por meio de literatura

Publicidade