Clique e assine por apenas 3,90/mês
Maresia Fluminense Por Blog

Um convento, um museu

A Igreja Conventual de Nossa Senhora dos Anjos, localizada no Largo de Santo Antônio, no centro da cidade, é um cartão postal dos mais conhecidos de Cabo Frio.  Fundada em 1696 por franciscanos, a construção está assentada sobre um outeiro na base do Morro da Guia, próximo à ponte Feliciano Sodré, na margem direita do canal do Itajuru.   […]

Por juliobarros - Atualizado em 25 fev 2017, 18h57 - Publicado em 19 set 2013, 11h31

A Igreja Conventual de Nossa Senhora dos Anjos, localizada no Largo de Santo Antônio, no centro da cidade, é um cartão postal dos mais conhecidos de Cabo Frio. 

Fundada em 1696 por franciscanos, a construção está assentada sobre um outeiro na base do Morro da Guia, próximo à ponte Feliciano Sodré, na margem direita do canal do Itajuru.

 

Desde 1982 a igreja abriga o Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio

 

A igreja de Nossa Senhora dos Anjos é um dos monumentos mais importantes do período colonial na cidade, que conta com diversas construções do período.

 

O prédio, que foi tombado em 1957 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, chegou a ser interditado pelo Corpo de Bombeiros em conjunto com o Iphan, depois de um incêndio que comprometeu a segurança de seus visitantes, no início de 2012

 

Continua após a publicidade

Em outubro daquele ano ele foi reaberto, e no momento está novamente em obras de manutenção. Seu pequeno acervo, que não pode ser fotografado, é composto de imagens raras do barroco, feitas em terracota e madeira policromada nos séculos XVII e XVIII

 

 O pátio interno do convento liga a nave aos aposentos dos religiosos. Hoje, sala de exposição e lojinha de lembranças ocupam esses espaços. 

 

No adro estão as sepulturas dos religiosos que serviram no convento.

 

O anjo guarda o descanso dos franciscanos que ali foram enterrados.

 

 No topo do morro pode ser avistada de longe a Capela Nossa Senhora da Guia, que os franciscanos ergueram em meados do Século XVIII. Lá em cima há um mirante de onde se tem uma visão panorâmica da cidade. Vale a visita.

(Fotos: Julio Cesar Cardoso de Barros)

Continua após a publicidade
Publicidade