Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Manu Müller Por Manu Müller, designer de interiores Novidades e tendências de decoração

Cobogó: o abajur natural da sua casa

Esse recurso fez sucesso no passado, ganhou uma nova roupagem e agora marca presença nas construções modernas virando personagem central do projeto

Por Manu_Müller Atualizado em 14 jul 2021, 16h51 - Publicado em 14 jul 2021, 14h10

O elemento arquitetônico mais “cara do Brasil” e dos trópicos é o cobogó. Aqueles famosos e charmosos blocos vazados nasceram no nosso querido e amado Nordeste, mas carregam herança árabe. Resistente ao tempo, o recurso se tornou atemporal e símbolo da arquitetura modernista de Lucio Costa e Oscar Niemeyer. Com as suas multifunções, encanta a todos deixando rastros de poesia e beleza.

Hoje o cobogó continua sendo usado e transformando os espaços, deixando-os mais bonitos e, sobretudo, aproveitando o que tem de mais lindo no nosso Brasil: a iluminação e ventilação natural. Suas elegantes formas permitem que a luz do sol crie desenhos de sombras rendadas nas paredes e no chão e, de quebra, ainda ajuda a refrescar o ambiente.

No início, com seu jeitão simples, tímido e duro, ele ganhou uma nova roupagem e nos anos 40 e 50 começou a ser utilizado dentro de casa. Hoje, sob olhar da tecnologia, você encontra o cogobó de diferentes cores, formatos, tamanhos, materiais e acabamentos. Ele pode ser fabricado em gesso, madeira, argila, cerâmica e até vidro. Fácil para o bolso e fácil na hora da escolha! Além de sua elegância, o cobogó se adapta facilmente a diversos estilos de decoração. Ótimo! Chato demais um elemento só combinar com aquele específico estilo de decoração. Tudo que se mistura é mais belo e mais leve.

Esse recurso também pode ser utilizado em ambientes internos e externos e o mais bacana é que ele jamais passa despercebido. Com seu visual assimétrico, ele garante inclusive bastante personalidade no ambiente.

Você que me acompanha (e isso é uma honra) no texto passado escrevi sobre a treliça. Compartilhando do mesmo bem comum, treliça e cobogó servem como divisórias para ambientes interligados. Vida sem paredes. Que liberdade. Isso inclusive permite que seu ambiente fique mais amplo e ainda libera a circulação da ventilação e iluminação natural.

Quer pintar seu cobogó? Então se joga nas cores vibrantes para dar um efeito mais moderno no ambiente. Gosto do vermelho, amarelo, preto….Mas se você gosta de uma pegada mais clean, sem problemas, aposte então no branco.  E se quiser pode mantê-lo no concreto ou na madeira.

Imagem mostra um hall com cobogó da mesma cor da parede branca
Cobogó Pinterest/Reprodução

O cobogó oferece um leque de funções. Na sua cozinha gourmet, aposte em uma bancada de cobogó de cimento. Esse toque rústico vai proporcionar muita bossa no ambiente.

Continua após a publicidade

Quer dar um toque especial no seu cobogó? Invista na colocação de vasos de plantas ou pendure samambaias. Uma outra opção seria plantar trepadeiras como Ipomeia e Alamanda, que crescem em regiões quentes, ideal para terras cariocas. A ideia seria deixar a natureza invadir.

Imagem mostra uma fachada com cobogó e trepadeira
Deixa a natureza invadir Pinterest/Reprodução

Esses blocos vasados podem ser usados em qualquer ambiente da sua casa, como salas, quartos, banheiro, cozinhas, em volta da piscina e até na garagem.

Para iluminar seu cobogó à noite, invista em uma iluminação indireta para realçar suas elegantes formas. Vai ficar lindo!

Elementos atemporais contam uma história, casa com vida é casa com história. Um elemento arquitetônico como cobogó, além de carregar uma linda história, também vai proporcionar beleza para sua casa.

Imagem mostra um ambiente com cobogó. Em segundo plano cadeiras e mesas
Cobogó como personagem principal do seu projeto Pinterest/Reprodução

Para conhecer um pouco mais do meu trabalho, me segue no instagram @marciaemanumullerarq.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade