Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Lelo Forti Por Lelo Forti, mixologista

Uma marca chamada você: a chave para o sucesso do seu negócio

Saiba mais sobre as ferramentas mais poderosas já criadas para a construção de carreiras profissionais

Por Lelo Forti 28 abr 2021, 13h18

Sabe o que imperadores romanos e egípcios têm em comum com o século XXI? Eles usavam de suas marcas pessoais para impor seus negócios e expandir seus impérios. O primeiro teve muitos imperadores egocêntricos, valentes, covardes e até loucos, mas suas histórias e lendas são descritas e repercutidas até hoje. Todos eles deixaram uma marca pessoal em seus anos de império. Já os egípcios detinham verdadeiras fortunas e eram exímios publicitários deles mesmo. Cleópatra foi, sem sombra de dúvida, a maior marqueteira dela mesma. Conseguiu ser rainha nos dois impérios e seus contos são citados até hoje.

Muitos são os exemplos ao longo da história que nos comprovam a força do marketing e da publicidade pessoal para o sucesso de líderes e pessoas comuns. Muitos sucessos de bilheteria contam histórias de personagens (reais ou fictícios) que ultrapassaram seu tempo e até hoje habitam o imaginário popular. A coragem do Rei Arthur. A lealdade de Lancelot, ou ainda, os feitos heróicos de Robin Wood. Todos eles descrevem personagem fortes, atraentes, visionários e honestos. Se eles existiram ou não, pouco importa. O relevante aqui é a marca pessoal deixada por cada um deles na história.

O marketing move o mundo. Num planeta cada vez mais competitivo e cheio de ferramentas de divulgação, a promoção pessoal é fundamental para seu sucesso. Seja ele pessoal ou profissional, hoje ambos se confundem. Somos pessoas físicas e jurídicas ao mesmo tempo. Sem essa ferramenta é bem improvável que um indivíduo consiga prosperar em suas escolhas. As pessoas passam mais tempo on- line do que dormindo. A promoção pessoal é a nova ordem para se atingir algum sucesso.

Dinossauros como eu, nascido antes da internet e das mídias sociais, levam mais tempo para entender a importância da internet, da propaganda, dos likes em nossas vidas. Lembro que a publicidade na minha infância era através de anúncios em jornais, rádios, TVs. Na escola, para divulgar a festa junina, por exemplo, era bem simples: panfletar no portão da escola para pais e passantes. Isso, de certa forma, continua igual. Só que agora o panfleto é virtual e o alcance é infinito. A internet nasceu para agilizar a comunicação e com isso a propaganda. Quando o facebook surgiu, muitas foram as empresas que proibiam sua utilização nos escritórios durante o horário de expediente. Já imaginou isso hoje? Sem mídias sociais, nenhuma empresa, eu disse, nenhuma empresa sobrevive. Vender-se, divulgar-se, antecipar-se e profissionalizar-se são alguns objetivos para quem pretende sobreviver e prosseguir na batalha.

Você deve estar se perguntando por que estou escrevendo sobre publicidade e propaganda se sou somente um mixologista de carreira. A resposta é direta: porque eu entendi que para ser um profissional mais qualificado, mais atraente para o mercado, eu preciso, primeiramente cuidar da minha marca pessoal. Para tanto, minha busca diária é pelo conhecimento do assunto. Minha marca pessoal é meu CV. Meu CV são meus feitos, porém, quantas pessoas sabem disso tudo? Como ter mais credibilidade, mais pessoas me credenciando que meu produto é o melhor? Como confirmar valor na minha marca? Como ser diferente num mercado tão competitivo? Essas e tantas outras perguntas me faço todo dia. Análises e estudos comprovam que isso começa através da propaganda pessoal. Todo barman, antes de ser um profissional exemplar, experiente e bom vendedor, precisa ser uma pessoa atraente. Veja bem, quando digo pessoa atraente não é somente a estética. É o todo. Todas as empresas, nacionais ou multinacionais, sem distinção, vasculham as redes sociais de seus candidatos. Suas vida no Instagram, suas preferências políticas, religiosas, sociais. Seu linkedin é analisado. Tudo é observado minuciosamente antes de sua contratação, ou mesmo entrevista para a vaga disponível.

“Uma marca pessoal é uma expectativa positiva, uma promessa ao seu mercado. Ela é a posição preferencial na mente do seu cliente. Uma marca pessoal é dona da participação patrimonial, o mindshare (espaço na mente do cliente) no qual ninguém mais pode competir”. Essas palavras são de Peter Montoya, um guru sobre o desenvolvimento de marcas pessoais e que simplesmente revolucionou a maneira como os profissionais e empresários se promovem.

Se você, querido colega de bar, ainda não entendeu a importância de cuidar de suas redes sociais, sinto te informar que você estará fadado a sempre remar contra a maré. Você sempre irá culpar alguém por seu infortúnio profissional, quando, na verdade, o único culpado é você. Não se sinta sozinho nessa jornada, eu também levei um tempo (precioso) para entender e mudar isso. Precisei de muita porrada para entender que eu estava usando minhas redes sociais erroneamente. Mas, calma, existem alguns pequenos e maravilhosos processos que você pode, assim como eu, fazer para começar a mudança e a guinada na sua carreira.

Continua após a publicidade

O que são marcas pessoais afinal?

Segundo meu livro de cabeceira, “A marca chamada você”, de Peter Montoya e Tim Vandehey, (editora DVS), as MP’s (marcas pessoais) são a chave para mudar tudo. São as ferramentas mais poderosas já criadas para a construção de carreiras profissionais. Usadas adequadamente, com criatividade, planejamento e coerência (palavra de ordem na internet), uma Marca Pessoal (MP) irá ajudá-lo a fazer três coisas:

1 – transformar seu nome e imagem em um “produto” diferenciado que tem qualidades desejáveis associadas a ele.

2 – atrair um tipo de clientela mais elitizada e lucrativa

3 – ajudá-lo a manter mais desses clientes de qualidade, mesmo quando os negócios estão em baixa para o resto das pessoas.

Depois dessas lições que aprendo todo dia, já está estabelecido que, segundo os autores, nunca seremos bem-sucedidos somente por falar que somos melhores que a concorrência. Nenhum cliente entrará pela porta e dará seu dinheiro porque quer. O que você ou eu fazemos pode não ser único, mas nós somos. Ao invés de concentrar forças em serviços ou preços, temos que, primeiramente, concentrar em nós mesmos, para nos aproximarmos do público-alvo e moldar o que ele pensa sobre nós. Já pensou por que todo dia as pessoas sentam no seu balcão de bar e buscam pelo seu atendimento? E aquele cliente que senta à mesa conforme a escala do seu garçom preferido? Isso é comum no nosso cotidiano. Ele confia em você. Suas credenciais o levam todo santo dia até seu bar, seu balcão. É isso que uma MP faz por você.

Entenda de uma vez por todas que você é o seu negócio. Nossos clientes nos escolhem não por causa de um copo bacana ou por nosso cartão de visita diferente, isso é importante também, mas o fundamental desta escolha refere-se ao fato que você, eu, nós inspiramos confiança e isso gera algo de valor, e valor é muito diferente de preço. Use seu celular, tablet, computador com sabedoria, respeito e coerência. Evite distrações virtuais. Aja com cautela, pense alto e a dica mais preciosa: Não pare. Não busque likes, busque parceiros. Seja você. Seja a mudança que faltava em sua carreira.

Cheers.

Continua após a publicidade
Publicidade