Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Julia Golldenzon Por Julia Golldenzon, estilista carioca

Rio é palco de evento que discute moda e sustentabilidade

Com debates on-line e abertos ao público, Rio Ethical Fashion reúne grandes nomes da moda sustentável do Brasil e do mundo até sábado (5)

Por Julia Golldenzon Atualizado em 4 jun 2021, 12h55 - Publicado em 3 jun 2021, 20h27

Na semana do Meio Ambiente, o Rio realiza mais uma edição de um do Rio Ethical Fashion, que, em seu terceiro ano consecutivo, tem se consolidado como um dos principais fóruns sobre moda sustentável do Brasil e da América Latina. O evento, que começou nesta quinta e termina no sábado (5), trata dos desafios da moda global neste momento de pandemia, além de debater sobre o consumo acelerado dos recursos naturais, cadeia produtiva e comércio justo.

A idealizadora é a carioca Yamê Reis, que foi estilista da Totem e do Cantão e hoje é referência no assunto. “A sustentabilidade a cada ano deixa de ser um nicho de mercado e passa a ser um valor de inovação essencial para as marcas líderes do mercado”, diz Yamê, que é também coordenadora do master de Design de Moda do Istituto Europeo di Design. Este ano, as mesas de debate são gratuitas e transmitidas pelo canal do REF no Youtube.

Dentre os participantes internacionais, destaque para Marina Spadafora, designer e diretora do Fashion Revolution Itália que abordará, juntamente com a diretora de conteúdo da Vogue Paula Merlo, como as marcas de luxo podem cocriar produtos com comunidades de artesãos unindo ética e estética. Nesta quinta, a designer Liz Rickets, co-fundadora da The OR Foundation, e Yvonne Ntiamoah, presidente e fundadora do Board Fashion Ghana, falaram sobre o trabalho desenvolvido na África, com o objetivo de conciliar economia circular e justiça social, e sobre  Kantamanto, o maior mercado de roupas de segunda mão do mundo, em Gana.

A sustentabilidade na moda se torna ano a ano um assunto cada vez mais presente nas empresas de moda. Apesar do desejo de contribuir para reduzir o impacto da indústria no meio ambiente, ainda é um desafio de ordem principalmente econômica implementar ações eficientes e relevantes. Por isso a importância de um evento como este, que constrói gradativamente o debate, a troca e os aprendizados. “Nesta 3ª edição, já é possível identificar claramente os avanços nos diálogos que provocamos ao longo dos últimos dois anos – não só na profundidade das conversas, mas também resultado nas ações e nas colaborações entre organizações nacionais e internacionais”, analisa Yamê.

Confira aqui programação desta sexta e sábado e confira o conteúdo já apresentado no Youtube.

Continua após a publicidade
Publicidade