Clique e assine com até 65% de desconto
Julia Golldenzon Por Julia Golldenzon, estilista carioca

O seu jeito de se vestir mudou após a quarentena?

Praticidade tem ditado o dia a dia de muitas mulheres, mas caprichar no look levanta autoestima e traz um pouco de leveza e beleza ao novo normal

Por Julia Golldenzon Atualizado em 21 ago 2020, 12h48 - Publicado em 30 jul 2020, 13h47

Muitas mulheres têm optado pela praticidade ao sair de casa no novo normal. Umas preferem usar os mesmos sapatos – em geral aqueles mais confortáveis que estão a quarentena inteira na porta de casa. Outras têm deixado de lado o velho hábito de trocar de bolsa toda hora e dado preferência a versões menores, como carteiras e pochete – Grazi Massafera já foi fotografada duas vezes no shopping de máscara e pochete –, e até mesmo as práticas ecobag laváveis. O batom também perdeu espaço, por conta do uso da máscara, enquanto os olhos ganharam destaque. Mas para quem gosta de moda, vamos combinar?, faz falta se arrumar e se sentir linda, como no antigo normal.

Tenho ouvido muitas amigas dizerem estar sentindo falta de se vestir como antes ou mesmo de usar uma boa make. Como estilista, e apaixonada por moda, costumo fazer a provocação de que devemos encontrar, pelo menos enquanto durar a pandemia, um novo modo de se vestir sem perder a personalidade e sem perder a sensação, que, sim, é maravilhosa, de se sentir bonita com um look bacana. Não é porque estamos o dia inteiro de máscara e passando álcool em gel nas mãos que temos que botar o jeans mais velho ou a legging preta e a camiseta surrada sem charme.

Quem quer andar básico, sem problema. Mas quem, como eu, gosta de moda, também não precisa abrir mão de se vestir bem. Escolher uma roupa com a qual você se sente bonita interfere na autoestima e, por que não?, autocuidado. Uma roupa pode interferir no seu humor, na sua autoconfiança e até no seu foco no trabalho.

Se o novo normal é o que temos, por que não botar aquele vestido de que você tanto gosta? Ou aquela saia que você comprou da sua loja preferida? Ou o look total tie-dye que você acabou de encontrar numa neomarca descolada? Ou combinar uma camisa poderosa com a máscara? Aliás, já são várias as grifes que lançaram máscaras diferentes.

Um pouco de beleza no vestir não faz mal a ninguém, ao contrário, é uma maneira de trazer alguma leveza ao nosso dia a dia neste novo normal e em meio a tantas notícias ruins da pandemia com o qual ainda não nos acostumamos completamente. Experimente, te garanto que você não vai se arrepender.

Julia Golldenzon é estilista especializada em festas e noivas. Formada em Comunicação Social pela PUC-Rio, ela trabalhou em marcas como Farm e La Estampa e, desde 2013, tem um ateliê no Leblon, que leva seu nome.

Continua após a publicidade
Publicidade