Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Juju na Trip Por Blog Uma família de cariocas vivendo o que há de melhor na vida, e compartilhando todas as dicas por aqui. Acompanhem!

O paraíso fica logo ali… em Alagoas

Cariocas descobrem a delícia que é a rota ecológica daquela região do nordeste

Por Blog Juju na Trip Atualizado em 6 nov 2020, 10h21 - Publicado em 6 nov 2020, 10h19

Volto a falar da Rota Ecológica de Alagoas porque dessa vez venho com os vídeos da viagem que fizemos por lá. Tenho um apreço especial por esse lugar. Para começar, porque a rota tem 30km de litoral realmente preservado. São praias com coqueiros a perder de vista, areia branca, piscinas naturais e onde o barato é curtir o mar e estar longe do badalo. A exceção fica para São Miguel dos Milagres, que vem sofrendo com a pressão imobiliária e turística: pescadores estão ameaçados de expulsão de suas casas para dar lugar a grandes condomínios.

Onde fica a Rota Ecológica de Alagoas

A Rota Ecológica de Alagoas começa em Barra de Camaragibe e vai até Porto de Pedras, e reúne as praias de São Miguel do Milagres, do Toque, Tatuamunha, Laje e Patacho, entre outras. Ela ficam uma ao lado da outra, e você pode percorrê-las a pé – se tiver disposição -, de bike ou de carro.

São praias sem resorts, barracas de praia e sem agito noturno. Há alguns vilarejos de pescador – como Tatuamunha ou Porto de Pedras – mas não são centrinhos turísticos, com badalo, noitada. Há, no máximo, um mercadinho, algumas lojas de artesanato, um restaurante aqui e outro ali, e ponto. E às 22h, já é calada da noite.

 

>>>> Siga o Juju na Trip no instagram

O que fazer em Alagoas e na Rota Ecológica: passeio de jangada para as piscinas naturais

Há piscinas em quase todas as praias da rota. As de São Miguel dos Milagres são as mais conhecidas, e são essas do vídeo. Mas há outra lindíssimas, e mais vazias, como as do Toque e de Tatuamunha. Eu prefiro as duas últimas.

Se estiver na Borapirá, tente marcar com o barqueiro a saída em frente à pousada, e vá para as piscinas de Tatuamunha. Se não, você pode chegar de dia anterior na praia de São Miguel e marcar com os barqueiros que ficam por lá, ou buscar os serviços da Luck Receptivo.

Pedalar pelas praias

A paisagem é belíssima, o chão é de areia batida e durinha, e dá pra fazer o circuito de todas as praias se tiver disposição e preparo física.Nós pedalamos pela praia de Tatuamunha até chegar na foz do Rio. Quem aluga as magrelas é o Julio – wpp 22 9344-4874).

Projeto de conservação do Peixe-Boi

Por fim, mas não menos interessante, há o projeto de conservação do Peixe-Boi. O animal estava quase extinto, mas uma iniciativa do ICMbio com a população local transformou o rio Tatuamunha em santuário, e hoje é feito um trabalho de proteção e salvamento dos peixes-boi no local.

Há visitas diárias de jangada ao santuário, mas como há um número limitado de pessoas que podem acessar a área, sugiro marcar com antecedência.

Continua após a publicidade
O que fazer na Rota Ecológica de Alagoas
Dicas de Alagoas: 0 projeto de conservação do Peixe Boi / Juju na Trip/Veja Rio

Onde se hospedar na Rota Ecológica de Alagoas: famílias

Se estiver com crianças, a Pousada Borapirá, em Tatuamunha, é a melhor. Parece uma fazenda de coqueiros com piscina, bangalôs espalhados pelos jardins, longe uns dos outros, e a praia logo em frente. Não tem animador e não tem pinta de resort. É uma pousada para crianças, mas onde a gente escuta barulho de mar e som de passarinho, sem urgência de nada.

Vale dizer que o restaurante da Pousada Borapirá é incrível, e leva a assinatura do selo Beijupirá. A moqueca é divina. Mas tem também comidinha de criança.

Borapirá: pousada com foco em família em Tatuamunha, que parece uma fazenda de coqueiros Juju na Trip/Veja Rio

Casas para alugas e pousadas para adultos na Rota Ecológica:

Dos mesmos donos da Borapirá, tem  pousada Aldeia Beijupirá, só que para hóspedes a partir dos 16 anos. Fica na praia do Laje, vizinha a Tatuamuanha, e tem uma piscina ótima com uma longa raia, jardim florido, e bangalôs, alguns com piscina privativa.

Além da Borapirá e da Aldeia, recomendo ainda Pousada do Toque ,  Villa Tatuamunha,  Vila do PatachoPedras do Patacho, Samba pa ti,   e Pousada Xuê. Todas ficam de frente pro mar, e são muito charmosas.

Se preferir uma casa, recomendo a Casa Tatu.

E aqui uma lista de pousadas na Rota Ecológica  com bangalôs que tem piscinas privativas, para esses tempos de distanciamento.

onde se hospedar Alagoas: o bangalô com piscina da Samba pa ti

Se preferir uma casa, recomendo a Casa Tatu, a 300 metros da praia de Tatuamunha. Quem deu a dica foi Manu Zappa, que passou dias belíssimos por lá.

 

Casas para alugar na Rota Ecológica de Alagoas: um dos quartos da Casa Tatu / Casa Tatu/Veja Rio

Quanto custa viajar para a Rota Ecológica de Alagoas (valores 2019):

Locação de carro: a partir de R$6o por dia
Transfer Maceio-Milagres: R$65/R$80 por pessoa, por trecho
Passeio de jangada na Rota Ecológica: R$40 por pessoa
Aluguel de bike: R$3o por diária
Restaurante Borapirá: em média R$45-R$70 por prato de frutos do mar
Restaurante Amor: em média R$45 – R$60 o prato principal
Projeto peixe boi: R$40 por pessoa

Quando ir para essa região:

De dezembro a janeiro é alta temporada, e as pousadas ficam mais caras. De abril a outubro, o clima é bom e a região fica mais vazia.

E concilie suas datas com as da maré baixa, já que as piscinas naturais só aparecem na vazante (consulte a tábua da Marinha)

Como chegar

Você pode ir por Maceió ou Pernambuco. Em ambos os casos, dá cerca de 3h/4h.

Se precisar alugar carro, e eu acho recomendável para poder explorar melhor a região, use o Rentcars ou o Rentalcars, dois buscadores que fazem a varredura das locadoras com melhores preços. Eu recomendo que você alugue, para ter mais liberdade de locomoção.

Continua após a publicidade
Publicidade