Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Histórias do futebol carioca Por Blog

Menos um estádio no Rio de Janeiro

A interdição do Engenhão pegou (quase) todo mundo de surpresa e está causando indignação geral, por ser uma obra recente, caríssima e feita com dinheiro público, além de deixar o torcedor carioca duplamente “sem teto”, tendo em vista que o Maracanã foi fechado em agosto de 2010 e, ao que tudo indica, só vai estar […]

Por Bruno Salles Atualizado em 25 fev 2017, 19h12 - Publicado em 28 mar 2013, 01h50

A interdição do Engenhão pegou (quase) todo mundo de surpresa e está causando indignação geral, por ser uma obra recente, caríssima e feita com dinheiro público, além de deixar o torcedor carioca duplamente “sem teto”, tendo em vista que o Maracanã foi fechado em agosto de 2010 e, ao que tudo indica, só vai estar disponível para jogos de clubes após a Copa do Mundo de 2014.

Infelizmente estádio interditado não é novidade. O torcedor carioca talvez seja o que mais muda de casa no futebol mundial. O Vaso é a honrosa exceção, graças a São Januário. Mas rubro-negros, tricolores e alvinegros têm sofrido com os diversos fechamentos do Maracanã, a não modernização dos estádios que ficam nas sedes dos clubes (Gávea, Laranjeiras e Marechal Hermes) e a falta de continuidade de soluções adotadas de tempos em tempos, como as “arenas” montadas no Caio Martins e no estádio da Portuguesa da Ilha e a utilização do estádio do América em Mesquita.

Nos últimos anos, além do Maracanã, que está fechado há três anos, e do Engenhão, que andou sendo poupado para preservar o gramado e agora está interditado por conta de problemas na cobertura, o Flamengo tem jogado em Macaé e Volta Redonda, o Fluminense em Volta Redonda e São Januário e o Botafogo, que saiu menos do Engenhão que a dupla Fla-Flu, jogou algumas vezes em São Januário.

Com o veto da Polícia Militar de se jogar clássicos em São Januário com 50% do estádio para cada torcida, por conta de limitações nos acessos, quantidade de catracas e divisão das arquibancadas, o futebol carioca se muda para o razoavelmente moderno e confortável, porém pequeno, Estádio da Cidadania, e enquanto o torcedor se prepara para ir (ou não…) a Volta Redonda para assistir os clássicos e as finais com campeonato, pode relembrar,clicando aqui, os percalços dos palcos do futebol carioca, contados em post de agosto de 2011 sobre a falta de público nos jogos dos cariocas quando o Maracanã está indisponível.

Continua após a publicidade

Publicidade