Clique e assine por apenas 4,90/mês
Histórias do futebol carioca Por Blog

Há 30 anos um Flamengo x Santos para a história por muitos motivos

Neste domingo Flamengo e Santos estreiam no Brasileiro em jogo que marcará a reinauguração integral do Estádio Mané Garrincha (houve um reinauguração parcial no jogo que decidiu o campeonato Brasiliense) e ficará marcado, também, pelo recorde de renda do futebol brasileiro. Curiosamente, três dias depois completa-se trinta anos do mais importante confronto entre os clubes, […]

Por Bruno Salles - Atualizado em 25 fev 2017, 19h07 - Publicado em 24 Maio 2013, 04h07

Neste domingo Flamengo e Santos estreiam no Brasileiro em jogo que marcará a reinauguração integral do Estádio Mané Garrincha (houve um reinauguração parcial no jogo que decidiu o campeonato Brasiliense) e ficará marcado, também, pelo recorde de renda do futebol brasileiro.

Curiosamente, três dias depois completa-se trinta anos do mais importante confronto entre os clubes, que, em 29 de maio de 1983, decidiram o Brasileiro no jogo que teve o maior público da história do Brasileiro, com 155.523 pagantes. Mas o recorde de público não foi o único fato histórico desse jogo.

O melhor Flamengo de todos os tempos saúda a maior torcida da história dos Brasileiros.

O resultado do jogo foi Flamengo 3×0 Santos, o maior placar em decisões de Brasileiro em todos os tempos, considerando os campeonatos até 2002, já que de 2003 em diante, com o advento dos pontos corridos, deixamos de ter decisão.

Com a conquista o Flamengo igualou o Inter como o maior campeão brasileiro até então, com três títulos conquistados. De lá para cá o Flamengo vem mantendo esse posto, hoje junto com o São Paulo, com exceção do período entre o sexto título do tricolor paulista em 2008 e o sexto rubro-negro, em 2009. Já o Inter estacionou nos três títulos.

A decisão de 1983 marcou, também, a despedida de Zico antes de sair do Flamengo para jogar pela Udinese, o que, de certa forma, significou o fim de uma era de ouro para o rubro-negro da Gávea. Na despedida Zico foi decisivo como sempre, fazendo o primeiro gol logo no primeiro minuto de jogo, igualando a decisão, já que o Santos havia ganho o primeiro jogo por 2×1, e batendo uma falta “com a mão”, na cabeça de Leandro, que fez 2×0, resultado necessário para que o título fosse rubro-negro, como acabou sendo. Com direito a um terceiro gol, marcado por Adílio, ao apagar das luzes.

Falando em Adílio, o jogo ficou marcado, também, como a melhor atuação do camisa 8 pelo Flamengo, e olha que não foram poucas as excepcionais atuações do Brown pelo time de coração dele. Na decisão de 1983 ele fez de tudo em campo durante 90 minutos e ainda encontrou forças para o tiro de misericórdia no rival, marcando o terceiro gol do Flamengo aos 44 do segundo tempo, sacramentando a conquista.

Após esse gol de Adílio, os jogadores do Santos se envolveram numa pancadaria de enormes proporções com os fotógrafos. Serginho Chulapa, evidentemente, comandou a confusão.

Veja os gols do jogo, alguns lances e depoimentos de Lendro sobre o jogo histórico

Continua após a publicidade
Publicidade