Entenda a Copa Rio, torneio internacional conquistado pelo Flu em 1952

No último dia 2 de agosto o Fluminense comemorou 60 anos do título da Copa Rio de 1952. Os tricolores se auto proclamam campeões do mundo. Os torcedores dos outros times dizem que foi só um torneiozinho. O blog vai ajudar a se entender o tamanho daquela competição. Depois da enorme frustração decorrente da derrota […]

No último dia 2 de agosto o Fluminense comemorou 60 anos do título da Copa Rio de 1952. Os tricolores se auto proclamam campeões do mundo. Os torcedores dos outros times dizem que foi só um torneiozinho. O blog vai ajudar a se entender o tamanho daquela competição.

Depois da enorme frustração decorrente da derrota para o Uruguai na decisão da Copa de 1950, a CBD, com o apoio da Prefeitura do Rio e a autorização da FIFA, organizou o Torneio Internacional de Clubes Campeões, que ficou conhecido como Copa Rio.

A ideia era trazer clubes que fossem os atuais campeões de diversos países para dar prestígio ao primeiro torneio de certo porte reunindo clubes da Europa e das Américas. A primeira edição foi em 1951, com os seguintes participantes: Vasco, campeão carioca de 1950; Sporting, campeão português de 1951; Áustria Viena, campeão austríaco de 1950; Nacional, campeão uruguaio de 1950; Palmeiras, campeão paulista de 1950; Juventus, campeão italiano de 1950; Estrela Vermelha, campeão iugoslavo de 1951; e Nice, campeão francês de 1951. O Palmeiras foi o campeão, vencendo o Juventus na decisão.

A segunda edição em 1952 contou com: Peñarol, campeão uruguaio de 1951; Grasshopper, campeão suíço de 1952; Fluminense, campeão carioca de 1952; Sporting, campeão português de 1952; Saarbrücken, vice-campeão alemão de 1952, Libertad, vice-campeão paraguaio de 1952; Corinthians, campeão paulista de 1952; Austria Viena, vice-campeão austríaco de 1952. O Tricolor foi campeão superando o Corinthians na decisão.

A edição de 1951 foi muito mais interessante que a de 1952, até pelo ineditismo. Prova disso são os públicos das decisões. Cerca de 100.000 pessoas para ver Palmeiras x Juventus em 1951 e cerca de 65.000 para ver Fluminense x Corinthians em 1952. Diga-se que o Corinthians foi finalista por ter superado o Peñarol nas semifiais com uma vitória de 2×1 e outra por W.O., outro exemplo da perde de prestígio da 1ª para a 2ª edição. Além do fato de que metade dos participantes estrangeiros da edição de 1952 eram vice-campeões nacionais. Ademais, não custa lembrar que em nenhuma das duas edições houve a participação de times argentinos, espanhóis ou ingleses.

Dito isto, fica a constatação que foi um torneio interessante, que movimentou o futebol brasileiro com a presença de diversas equipes estrangeiras, palmeirenses e tricolores têm mais é que se orgulhar das conquistas, mas não há porque se falar em campeonato mundial de clubes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s