Serenata de Amor

A negociata curiosa entre Gregório Duvivier o deputado que subiu à tribuna para protestar contra a mudança dos ingredientes do bombom Serenata de Amor

Há os que defendem a ideia de que o Fora, Temer é indissociável do Diretas Já; outros acreditam na separação das causas. Enquanto isso, Temer balança, balança, mas não cai.

Os que advogam pelas Diretas Já-Já — ou seja, no prazo previsto, em 2018 — temem a ascensão de um aventureiro ou o retorno de Lula.

Quem prega a favor de eleições antecipadas argumenta que, em caso de impeachment, um Congresso mais que suspeito elegerá o sucessor. A mudança legítima só poderia vir das urnas, insistem.

Mas, de que adianta tirar Temer, votar ou deixar que votem por nós, se o Congresso torto que elegemos continuará a agir em causa própria?

Não se pode virar as costas para a política, ela é fruto e solução do problema. É necessário exercer pressão sobre os deputados e senadores, usar a criatividade, reinventar a maneira de lidar com a questão.

E foi isso que fez Gregório Duvivier, no seu Greg News.

O programa pescou, em meio aos congressistas, o deputado capixaba Evair de Melo (PV). No pega pra capar que incendeia Brasília, Evair subiu à tribuna para protestar contra a mudança dos ingredientes do bombom Serenata de Amor depois da compra da Garoto pela Nestlé.

Gregório compadeceu-se e propôs ao deputado reunir esforços. O político encamparia a luta pela manutenção do Estatuto do Desarmamento, que se encontra ameaçado, e, em contrapartida, o humorista apoiaria a batalha para a Nestlé respeitar a receita original da guloseima.

E, para mostrar que tinha o poder de atrair o interesse da população, Gregório criou uma página na internet, com o sugestivo título de Negociata de Amor, em que pede ao público que envie mensagens para Evair.

E foram tantos cidadãos que, como eu, endereçaram súplicas que o deputado foi cooptado e está decidido a defender em plenário a lei que restringe o uso de armas de fogo.

Os estatutos que regem as ações do Congresso soam, muitas vezes, obscuros. Eduardo Cunha era mestre na arte de manipular votações e valer-se de recursos legais. É como se a política funcionasse na surdina, torcendo trâmites em favor do lado escuro da força. Gregório segue a mesma lógica, em nome de ideais progressistas.

Eu não sei quem descobriu Evair, se foi o apresentador, se foi a produção do programa, mas parabenizo a ação subversiva. Quantos Evair existem por aí? Carece encontrá-los.

Outro dia, numa roda de amigos, vi que ninguém conhecia a história e resolvi divulgá-la. Caso você se interesse pelos detalhes, faça a busca: Evair, Serenata de Amor, Gregório Duvivier, Greg News. Ouça com atenção, é um ótimo programa. Para se juntar às hostes, o link é: https://www.negociatadeamor.com.br

Retroceder nunca. Render-se jamais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s