Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Fabiano Serfaty Por Fabiano M. Serfaty, clínico-geral e endocrinologista, MD, MSc Saúde, prevenção, tratamento, dieta, bem-estar, tecnologia, inovação médica e inteligencia artificial com base em evidências científicas

Você sabe a medida ideal da sua cintura abdominal?

A circunferência abdominal (cintura) é um método que avalia a obesidade visceral e apresenta correlação direta com os riscos da obesidade

Por Fabiano Serfaty Atualizado em 13 jul 2021, 19h10 - Publicado em 13 jul 2021, 01h48

Atualmente a pandemia global da obesidade é um problema grave de saúde pública em expansão. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o número de obesos no mundo dobrou de 1980 a 2008.  

A obesidade é uma doença crônica multifatorial, ocasionada pelo excesso de acúmulo de tecido adiposo, que gera um impacto negativo na saúde dos pacientes e leva à redução da expectativa de vida desse grupo. Além disso, obesidade aumenta a mortalidade e a gravidade de outra epidemia vigente: a Covid-19. 

Diagnosticar e tratar de forma proativa a obesidade é fundamental para reduzir a mortalidade por todas as causas em todo o mundo. Os dados são alarmantes. Caso a prevalência da obesidade continue aumentando no ritmo atual, quase metade da população adulta mundial estará com sobrepeso ou obesidade até 2030.

O índice de massa corporal (IMC) é o parâmetro antropométrico pelo qual, atualmente, se define o grau de obesidade. O IMC (peso em quilogramas dividido pela altura em metros elevado ao quadrado: kg/m²), entretanto, apresenta uma série de limitações, não conseguindo, por exemplo, ser capaz de avaliar de maneira adequada à composição corporal dos pacientes.

A circunferência abdominal (cintura abdominal), por outro lado, é um método simples, que avalia a obesidade visceral e apresenta correlação direta com os riscos da obesidade, uma característica clínica que o IMC não consegue avaliar precisamente. Os pacientes, que apresentam obesidade abdominal, apresentam maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares, diabetes, doenças neurológicas, câncer, Covid-19, doença hepática gordurosa não alcoólica, apneia obstrutiva do sono e dislipidemia.

  • Como medir a cintura abdominal?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a circunferência abdominal deve ser medida na região mais estreita do abdômen ou no ponto médio entre o rebordo costal inferior e a crista ilíaca. A medição deve ser realizada com uma fita métrica flexível posicionada em plano horizontal.

Continua após a publicidade

 

cintura abdominal
fabiano serfaty/Veja Rio

Como medir a cintura Abdominal(How to measure your waist circumference); MD Anderson Cancer Center.

  • Existe um valor ideal para medida da cintura abdominal?

Atualmente, não há um consenso mundial sobre os valores de cintura abdominal associados ao aumento de mortalidade por todas as causas.

Entretanto, existem valores sugeridos por alguns grupos distintos de pesquisadores como, o National Cholesterol Education Program (NCEP)/Adult Treatment Panel III (ATP-III), que utiliza como o ponto de corte ideal para determinar aumento do risco cardiovascular da cintura abdominal de homens: ≥ 102 cm e ≥ 88 cm para mulheres;

A International Diabetes Federation (IDF), por sua vez, utiliza os seguintes valores de cintura abdominal para considerar a  obesidade abdominal como um critério diagnóstico para a síndrome metabólica:  homens brancos de origem europeia e negros: ≥ 94 cm; homens sul-asiáticos, ameríndios, chineses e japoneses: ≥ 90 cm; mulheres brancas de origem europeia, negras, sul-asiáticas, ameríndias, chinesas e japonesas ≥ 80 cm.

O estudo mais recente sobre o assunto, foi uma metanálise (uma técnica estatística que integra resultados de vários estudos independentes) publicada no periódico médico BMJ, que correlacionou o aumento da gordura abdominal com o risco de morte por todas as causas, independentemente do peso corporal dos pacientes. Neste importante estudo, a circunferência abdominal acima de 80 cm em mulheres e acima de 90 cm em homens foram os valores associados à um aumento nítido e linear no risco mortalidade por todas as causas.

belly fat
medscape/JACC/Veja Rio

Referências:

  1. Consensus Statement Open Access Published: 04 February 2020 Waist circumference as a vital sign in clinical practice: a Consensus Statement from the IAS and ICCR Working Group on Visceral Obesity Robert Ross, Ian J. Neeland Jean-Pierre Després Nature Reviews Endocrinology.
  2. The IDF consensus worldwide definition of the metabolic syndrome. International Diabetes Federation, 2005. Third Report of Cholesterol Education Program (NCEP) Expert Panel on Detection, Evaluation, and Treatment of High Blood Cholesterol in Adults (Adult Treatment Panel III) 2000. NIH publication 01-3670.
  3. Jayedi, A., Soltani, S., Zargar, M., Khan, T., & Shab-Bidar, S. (2020). Central fatness and risk of all cause mortality: systematic review and dose-response meta-analysis of 72 prospective cohort studies. BMJ, m3324. doi: 10.1136/bmj.m3324
  4. Medscape; Circunferência abdominal: qual é o melhor ponto de corte para determinar o risco cardiovascular?                Dr. Fabiano M. Serfaty; 4 de junho de 2021. https://portugues.medscape.com/verartigo/6506388#vp_1
Continua após a publicidade
Publicidade