Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Fabiano Serfaty Por Fabiano M. Serfaty, clínico-geral e endocrinologista, MD, MSc Saúde, prevenção, tratamento, dieta, bem-estar, tecnologia, inovação médica e inteligencia artificial com base em evidências científicas

O que estão nos ensinando errado sobre o Coronavírus?

A doença pode se espalhar pela exposição ao vírus em pequenas gotículas e partículas que podem permanecer no ar por minutos a horas

Por Fabiano Serfaty Atualizado em 3 dez 2020, 14h55 - Publicado em 1 dez 2020, 16h07

Desde que se iniciou, a pandemia do novo Coronavírus segue se espalhando. Estamos vivendo agora um momento muito perigoso e do aumento contágio sem o evidente controle da doença. Esta falta de controle não é culpa de um ou outro governante, tendo em vista que nenhuma autoridade de saúde pública está conseguindo fazer este controle da epidemia. Dentre estas autoridades de saúde pública, está o Centros de Controle e Prevenção de Doenças(CDC), dos EUA, e a Organização Mundial da Saúde (OMS), que desde o início da epidemia nos orientam :

O distanciamento de dois metros de distância, lavar nossas mãos, desinfectar todas as superfícies tocadas com frequência e usar máscaras.
Entretanto, mesmo com o cumprimento destas medidas supracitadas, diariamente ouvimos falar mais casos e de casos em que as pessoas não sabem como foram infectadas.

Afinal, o que estão nos ensinando errado sobre a transmissão do novo Coronavírus?

Ouvimos falar de eventos de superespalhamento, onde uma pessoa infecta muitas, acontecendo em bares lotados e reuniões familiares, mas não em manifestações ao ar livre. As praias em cidades como Chicago foram fechadas, mas as academias e restaurantes fechados foram reabertos.

Não é de admirar que isso esteja nos deixando confusos. Precisamos lembrar que no dia 18 de setembro de 2020, o CDC publicou uma versão de sua diretriz que afirmava categoricamente que a inalação de gotículas respiratórias “aerossolizadas “é considerada a principal forma de vírus propagar-se. De maneira surpreendente, três dias depois, o CDC simplesmente retirou esta publicação do ar.

Alguns dias depois em 5 de outubro de 2020, o CDC mudou sua postura sobre como o vírus é transmitido, dizendo agora em seu posicionamento: “a doença pode se espalhar pela exposição ao vírus em pequenas gotículas e partículas que podem permanecer no ar por minutos a horas”.

Isso muda tudo que nos ensinaram anteriormente. Resumindo, o CDC agora reconhece que o vírus pode se espalhar pelo ar, ou seja, a transmissão pode ocorrer via “aerossol”. Os aerossóis são semelhante às gotículas, exceto pelo tamanho das partículas que são tão pequenas que podem permanecer no ar por minutos a horas.

A infecção por aerossóis ocorre quando respiramos estas partículas infecciosas invisíveis exaladas por uma pessoa doente, partículas estas que sem ventilação, elas ficam suspensas e se condensam em um ambiente fechado à medida em que o tempo passa.

Para entendermos melhor, estas são partículas, se comportam como uma fumaça de cigarro ao sair da boca de um fumante.
O diâmetro de um cabelo humano, por exemplo, é de cerca de 80 mícrons, e os aerossóis são menores, com cerca de 50 mícrons, podendo ficar flutuando no ar por tempo suficiente para serem inalados.  O SARS-CoV-2, ou novo Coronavírus, possui apenas 0,1 mícron de diâmetro, então há espaço suficiente para muitos vírus em aerossóis.

Como o vírus se espalha: a propagação via aerossóis
Como o vírus se espalha: a propagação via aerossóis Luis Almodóvar/Reprodução

Entendendo melhor a dinâmica do contágio:
Um importante caso para que a gente possa entender melhor a dinâmica de contágio do vírus em locais fechados ocorreu, em março de 2020, em Washington, EUA, durante um ensaio de um coral. Neste ensaio, 61 membros do coral estavam presentes e tentaram seguir as orientações dadas pelo CDC e OMS mantendo adequadamente distância entre os participantes, higiene das superfícies e lavagem das mãos.
Estes participantes, infelizmente, sem saber, provocaram um cenário de máximo risco: sem máscaras, sem ventilação, cantando e dividindo um espaço fechado por muito tempo.

Resultado deste ensaio: um único portador do Sars Cov-2 ou novo Coronavírus, o chamado “paciente zero”, contagiou 53 pessoas em duas horas e meia. Alguns dos pacientes infectados estavam 14 metros atrás dele, de modo que somente os aerossóis podem explicar este tipo de contágio e, o pior, dois dos pacientes infectados faleceram.

Entendendo melhor como funciona: o caminho das partículas
Entendendo melhor como funciona: o caminho das partículas Luis Almodóvar/Reprodução

Fonte:
Arte: Luis almodóvar
https://brasil.elpais.com/ciencia/2020-10-26/uma-sala-de-estar-um-bar-e-uma-sala-de-aula-assim-o-coronavirus-e-transmitido-pelo-ar.html

Continua após a publicidade

Será que precisamos, de fato, desinfectar tudo que está à nossa volta? Passar álcool em delivery de comida? Roupas? Amigos?
•Será que as medidas de cuidado e limpeza de fômites não estão sendo exageradas por falta de conhecimento sobre o transmissão via aerossol?

Fômites são substâncias ou objetos capazes de transportar organismos infecciosos de um paciente ao outro. Exemplos: roupas, embalagens, alimentos e superfícies.

Os estudos clínicos com transmissão do novo Coronavírus via fômites, na vida real, são poucos e alguns autores chegam a indagar sobre a magnitude deste risco.

Embora não se possa afirmar a ausência deste tipo de transmissão podemos afirmar que o risco de se infectar via fômites é muito baixo, quando comparado com a transmissão por via aérea do novo Coronavírus.

• Será que manter parques fechados, bares e restaurantes abertos faz sentido? Não deveria ser o contrário?!

Essa controvérsia tem efeitos reais, não é puramente técnica. A desinformação, que nos é dada por órgãos supostamente competentes, nos traz um perigoso desconhecimento geral, sobre a via principal de contágio do novo Coronavírus. Definitivamente, o risco de contágio é muito maior em ambientes fechados como bares, restaurantes e cinemas, que em ambientes externos.

Obviamente devemos continuar utilizando máscaras, lavando as mãos, mantendo o distanciamento e desinfectar as superfícies, mas sabendo que apenas estas medidas não são suficientes para evitar o contágio do vírus. Precisamos priorizar espaços abertos, ventilar corretamente os locais onde estamos e limitar a capacidade de estabelecimentos. Embora locais abertos sejam melhores que os fechados, festas e aglomerações em locais abertos são muito perigosos e apresentam risco muito elevado de contágio, devido ao grande número de pessoas aglomeradas.
A hora e o momento é de se proteger e proteger o outro, pensar no próximo, parar de achar que ‘mundo gira em torno apenas de nós mesmos”. Um pequeno e simples ato nosso de amor ao próximo pode hoje e agora fazer a diferença na vida de uma pessoa: para o bem ou para o mal.
Lembre-se, que a escolha é sua e que a vida, que está em risco, também pode ser a sua ou de alguém que você ama. Desejo não apenas como médico, mas como cidadão e ser humano que este seja um momento de reflexão para cada um de nós, sem exceção, para pensarmos de que maneira nossos atos podem mudar e ajudar o próximo e a nós mesmos. Agora é hora de agirmos antes que seja tarde. Que possamos ter as bênçãos divinas necessárias para passar por este momento e sair dele ainda mais fortes e unidos.

Com carinho e cuidado,
Fabiano M. Serfaty
Médico CRM 52 78287-4

Fontes:
Uma sala de estar, um bar e uma sala de aula: assim o coronavírus é transmitido pelo ar:
https://brasil.elpais.com/ciencia/2020-10-26/uma-sala-de-estar-um-bar-e-uma-sala-de-aula-assim-o-coronavirus-e-transmitido-pelo-ar.html

COVID-19 Is Transmitted Through Aerosols. We Have Enough Evidence, Now It Is Time to Act:
https://time.com/5883081/covid-19-transmitted-aerosols/

Advice on Airborne Virus Transmission Vanishes From C.D.C. Website:
https://www.nytimes.com/2020/09/21/health/coronavirus-cdc-aerosols.html

Can HEPA Air Purifiers Capture the Coronavirus?
https://www.nytimes.com/wirecutter/blog/can-hepa-air-purifiers-capture-coronavirus/

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0160412020320675

Continua após a publicidade
Publicidade