Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Fabiano Serfaty Por Fabiano M. Serfaty, clínico-geral e endocrinologista, MD, MSc Saúde, prevenção, tratamento, dieta, bem-estar, tecnologia, inovação médica e inteligencia artificial com base em evidências científicas

DEPRESSÃO: UM RISCO FATAL. COMO RECONHECER?

Robin Williams sempre foi uma pessoa muito amada por todos. Não conheço uma pessoa, que não havia sido tocada por ele, pessoas de todas as idades e de todos jeitos. Tudo que ele fez foi extremamente poderoso e real. Ele te fez rir, te fez chorar e por causa da profundidade de seu gênio e […]

Por fernanda Atualizado em 25 fev 2017, 18h34 - Publicado em 15 ago 2014, 16h43

Screen Shot 2014-08-15 at 12.41.48 PM

Robin Williams sempre foi uma pessoa muito amada por todos. Não conheço uma pessoa, que não havia sido tocada por ele, pessoas de todas as idades e de todos jeitos. Tudo que ele fez foi extremamente poderoso e real. Ele te fez rir, te fez chorar e por causa da profundidade de seu gênio e de sua doença, ele foi capaz de ir a lugares que as pessoas comuns não poderiam ir.

Nesta última segunda-feira, ele foi encontrado morto devido a um aparente suicídio. Já eram públicas suas lutas contra as drogas e o álcool. Após sua morte, seu empresário declarou que ele sofria de “depressão grave”.

A depressão é uma doença grave, que tem tratamento com acompanhamento médico adequado.  É uma doença do cérebro, que deve ser tratada como qualquer outra doença, como uma doença cardíaca ou um câncer e não deve ser estigmatizada.

Muitos dizem que alguém como Robin Williams tinha tudo, mas ele também tinha algo muito pior, que era uma doença mental terrível.

Precisamos eliminar a vergonha e os preconceitos quando se fala no assunto.

Que nosso genial ator se faça eternamente presente, chamando atenção para este importante assunto, ajudando outras pessoas a encontrarem um tratamento para esta doença devastadora, que é a depressão.

Desta maneira, o caminho para tantos pacientes, que sofrem desta doença, se tornará mais fácil para realizar a lição, que ele sempre nos ensinou tão bem: sorrir.

Screen Shot 2014-08-15 at 12.41.55 PM

Seguem alguns dos sinais de depressão que podem aumentar o risco de suicídio pelo paciente:

Continua após a publicidade

• Expressar sentimentos extremos de desesperança, desespero e insegurança. Quanto mais vezes estes sentimentos são descritos como “insuportáveis”, maior se torna a possibilidade de que a idéia de suicídio esteja entrando na mente da pessoa;

• Cuidar de assuntos pessoais, tomando medidas para assegurar o bem estar da família;

• Uso abusivo álcool ou drogas;

• Crises de choro;

• Desinteresse pela da vida, não querendo visitar ou ligar para amigos;

• Escrever cartas de despedida;

• Ensaiar suicídio ou discutir seriamente métodos suicidas;

• Uma perspectiva anormalmente otimista do paciente. Embora isto pareça estranho, o paciente com depressão pode ser mais propenso a tentar o suicídio quando ele parece ter passado por um episódio mais profundo de uma depressão e parece estar no caminho para a recuperação.

Fonte:
Depression and Bipolar Support Alliance (DBSA)

 

Continua após a publicidade
Publicidade