Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Fabiane Pereira Por Fabiane Pereira, jornalista

Depois de 13 anos no Rio, FARO faz sua estreia nacional via Nova Brasil FM

Programa se firma como um dos principais espaços dedicados à música brasileira contemporânea no dial nacional

Por Fabiane Pereira Atualizado em 24 fev 2021, 17h44 - Publicado em 24 fev 2021, 17h32

Sempre tive dois “grandes” sonhos profissionais desde que comecei a trabalhar com jornalismo musical. Apresentar um programa de entrevistas (estilo “Conversa com Bial”) na TV aberta e outro numa rede de rádios que alcançasse cidades de diversas regiões do país. O segundo começa a ser realizado a partir de amanhã com a estreia do FARO – programa que propõe uma escuta mais ampla e atenta às novidades da música brasileira – na Nova Brasil FM.

 

 

Esta estreia é, sim, uma conquista pessoal mas também é coletiva, porque o FARO promove algo cada vez mais raro no espaço radiofônico: entrevistas longas com músicos sobre seus processos de criação e influências artísticas. Raros são os programas de rádio hoje em dia que dão espaço para músicos falarem sobre suas inspirações, referências, reflexões e o tanto de outras questões que envolvem a criação de uma obra artística.

A partir de amanhã, sempre às quintas, às 22h, vou receber artistas para um bate papo musical. A primeira convidada é a cantora Letícia Novaes, conhecida também como Letrux. Na semana que vem, conversarei com o vocalista da banda Baiana System, Russo Passapusso.

Continua após a publicidade

 

Primeiros convidados do FARO na Nova Brasil FM
Primeiros convidados do FARO na Nova Brasil FM divulgalçao/Internet

 

Fruto de uma curiosidade aguçada e da intenção de virar o holofote para nomes que, muitas vezes, ficam à margem do mainstream, o FARO quer ajudar na democratização do espaço radiofônico, comprometendo-se a apresentar aos ouvintes novas e diversas sonoridades. Colaborar com a difusão da renovação musical na programação das rádios brasileiras me dá um baita orgulho. Num país de dimensões continentais é inadmissível ouvirmos, na maioria das emissoras, apenas um ou dois gêneros musicais.

O rádio é um dos principais veículos de comunicação, ele chega em lugares que, muitas vezes, nem a internet nem a TV chegam. Ele está presente em 88,1% dos domicílios, ou seja, há mais de 200 milhões de aparelhos convencionais no país. O rádio alcança cerca de 62 milhões de brasileiros, é um veículo democrático (facilidade de acesso) e confiável (de fácil compreensão pela linguagem coloquial) e esses são apenas alguns dos inúmeros motivos que fazem o rádio ter números tão expressivos. Num país em que educação é artigo de luxo, informar-se pelo rádio é a única opção de milhares de cidadãos.

Por isso, é fundamental que o rádio abrace a nova produção musical contemporânea e com a audiência e o prestígio da Nova Brasil FM, o FARO vai amplificar o que já vem fazendo há 13 anos. A Nova Brasil está presente em 11 praças: São Paulo (89,7), Rio de Janeiro (89,5), Recife (94,3), Salvador (104,7), Brasília (97,5), Campinas (103,7), Araçatuba (95,5), Ribeirão Preto (91,3), Fortaleza (106,5), Maceió (106,5) e Aracaju (93,5) alcançando mais de 400 cidades brasileiras. O resto do planeta poderá acompanhar o programa pelo aplicativo ou site da rádio e viva (sempre) a tecnologia.

A partir desta semana, temos um encontro marcado toda quinta, às dez da noite, no rádio, no app ou no site. Conto com sua audiência

 

Continua após a publicidade
Publicidade