Clique e assine com até 65% de desconto
Fabiane Pereira Por Fabiane Pereira, jornalista

Dez entrevistas com artistas pretos celebram o mês da consciência racial

Papo de Música: Gilberto Gil, Luedji Luna, Thiaguinho, Zé Manoel, Teresa Cristina, Késia Estácio, Negra Li, Tássia Reis, Bia Ferreira e Amaro Freitas.

Por Fabiane Pereira Atualizado em 27 out 2020, 19h24 - Publicado em 27 out 2020, 18h34

Na semana passada, quem acompanha meu canal no Youtube, o Papo de Música, assistiu a uma entrevista com o mestre dos mestres, Gilberto Gil. Ele inaugurou uma série de vídeos que vai celebrar a importância da negritude na música popular brasileira.

Um mapa da produção musical da cultura brasileira traçado de conversa em conversa e eternizado em vídeos. É assim que o Papo de Música vai desenhando seu caminho há quase dois anos: passeando pela diversidade sonora, estética e social dessa grande terra brasilis.

Para celebrar o mês da consciência racial, o canal vai colocar no ar dez entrevistas sequenciais só com artistas pretos. Além de Gil, o papo com a cantora baiana Luedji Luna já está no ar e a intenção é ampliar essa proposta através de conversas protagonizadas por artistas pretos. Até o final de novembro, ainda participam do canal: Thiaguinho, Teresa Cristina, Negra Li (17) e Bia Ferreira (24).

“Não é de hoje que a gente tá se namorando pra um bate-papo, né? Tô feliz que aconteceu”, destacou Luedji logo no início da nossa entrevista. Inserida em uma nova rotina em que “dou tetê, dou banho e faço entrevista”, ela dividiu comigo e com os seguidores do canal suas percepções sobre pesquisa musical, ancestralidade, maternidade, África, Bahia, candomblé e sanidade mental.

 

Já a rainha das lives, Teresa Cristina, vai estar no Papo de Música dia 10 de novembro. Entre diversos assuntos (a mulher é boa de papo!), a artista relembrou os impactos causados em sua vida pela discriminação racial. “Eu ficava me escondendo porque lá no subconsciente entendia que, em algum momento, alguém viria falar algo que me ofendesse”, declara. “O que é a lei antirracismo? É você poder proferir as piores palavras possíveis, pagar R$ 300 e sair?”, questiona Tetê, como é carinhosamente conhecida.

Um dos principais nomes do samba, Thiaguinho abordou temas como o projeto A Tardezinha, a influência de Belo, Alexandre Pires e Péricles em sua trajetória e falou também que não enxerga divisões entre samba e pagode. O  racismo também foi pauta. “Eu passei [situações de racismo] a vida inteira, ainda passo, minha família passa”, ele pontuou. “Tem gente que diz ‘não vamos falar de racismo porque não existe’, mas a gente tem que falar disso porque existe, sim”, completa.

Todas as quintas, às 19h, o quadro DE FRENTE COM FABI recebe um artista convidado para uma entrevista ao vivo, no canal. Em novembro, quem estará de frente comigo são Zé Manoel (aliás, ele acabou de lançar novo disco e tá uma pérola!), Késia  Estácio, Tássia Reis e Amaro Freitas, dias  5, 12, 19 e 26, respectivamente.

Não é por nada não mas, óh, tá imperdível!

Continua após a publicidade

Agenda

03 de novembro – Thiaguinho

10 de novembro – Teresa Cristina

17 de novembro – Negra Li

24 de novembro – Bia Ferreira

 

De Frente com Fabi / toda quinta de novembro, às 19h:

 

05 de novembro – Zé Manoel De Frente com Fabi 

12 de novembro – Késia Estácio De Frente com Fabi

19 de novembro – Tássia Reis De Frente com Fabi

26 de novembro – Amaro Freitas De Frente com Fabi

Continua após a publicidade
Publicidade