Precisamos falar sobre sexualidade após os 60 anos

O assunto, que já foi tabu, é cada vez mais tratados por mulheres dentro dos consultórios médicos

Jane Fonda foi ícone de beleza na década de 1980. Continuou com tudo em cima na década de 1990. Seguiu incrível em 2000. E agora, aos 80 anos, mantém-se inacreditavelmente linda. Não esconde a idade nem aparenta ter a metade do que tem.

A atriz acaba de lançar nos cinemas “Do jeito que elas querem”. Nas entrevistas, ela afirma que seu segredo de beleza é a postura e que ficar ereta transmite juventude. Não é bem assim, nem só assim. Basta olhar para a atriz e ver que ela passou por procedimentos estéticos muito bem feitos e manteve o corpo em forma, com a receita que ela sempre pregou: exercícios e alimentação adequada. A beleza e a saúde exigem cuidados diários, e não sacrifícios.

Voltando ao cinema, o filme que ela acaba de estrear traz um tema ótimo e contemporâneo: sexualidade na terceira idade. Na história, as quatro amigas (Jane Fonda, Diane Keaton, Candice Bergen e Mery Steenbuergen), todas cima dos 65 anos, resolvem explorar a vida sexual após a leitura do best-seller “Cinquenta tons de cinza”. Com o aumento da expectativa de vida da mulher e do prolongamento da vida sexual, a questão vem se tornando fundamental.

Este assunto, que até bem pouco tempo era um tabu, agora está nas telonas. É cada vez mais comum nos consultórios mulheres falarem sobre o assunto com seus médicos: desejo, prazer sexual, autoestima. Curiosamente, a medicina, especialmente a voltada para a beleza, saiu na frente e oferece tratamentos voltados para a qualidade da vida sexual da mulher, como o remodelamento anátomo funcional genital feminino.
Mais comumente chamado de rejuvenescimento íntimo ou genital, o tratamento inclui uma série de procedimentos dermatológicos voltados para melhorar flexibilidade, textura, lubrificação e coloração para a região genital feminina, proporcionando uma série de benefícios que vão desde a recuperação do conforto e prazer na relação sexual, passando pela questão estética (perda de volume e escurecimento da região) e eventual incontinência urinária.

Existem diversos procedimentos, desde tratamentos a laser (como o Fotona 4D, que tem uma ponteira que permite tratamento em mucosa) passando pelos de radiofrequência (como o Elixir), peeling, preenchimentos com ácido hialurônico para recuperar o volume da região, até as cirurgias genitais femininas, como a ninfoplastia.

Procedimentos relacionados à vida sexual e autoestima da mulher estão ganhando cada vez mais espaço nos congressos mais importantes de dermatologia no mundo. Precisamos falar sobre o tema cada vez mais. Jane Fonda continua a frente do seu tempo, falando agora sobre sexualidade de maneira divertida nos cinemas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s