Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Daniela Alvarenga Por Daniela Alvarenga, médica, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Os cuidados de saúde e beleza de Andrea Santa Rosa e Marcio Garcia

No Dia dos Namorados, vale lembrar a importância da parceria e do incentivo entre os casais para se manter saudável, bonito e feliz

Por Daniela Alvarenga Atualizado em 18 jun 2021, 11h51 - Publicado em 11 jun 2021, 14h27

Ter ao seu lado alguém que tenha o mesmo estilo de vida é um grande incentivo para manter a saúde e a beleza em dia. Alimentar-se bem, fazer exercícios e manter a pele bonita é mais fácil quando o marido ou namorado também são adeptos do mesmo lifestyle. Todos saem ganhando, inclusive a família, se já tiverem filhos. Um dos exemplos mais bacanas que temos na mídia de um casal assim, lindo e que se cuida bastante, é o apresentador Marcio Garcia e a nutricionista Andrea Santa Rosa, com quem conversei sobre o tema. Os dois estão juntos há mais de 20 anos, trabalham bastante, têm quatro filhos (Pedro, Nina, Felipe e João), seis cachorros (Mel, Lola, Chico, Max, Cacau e Dogo) e ainda arrumam tempo para cuidar da saúde e da beleza diariamente.

Só para deixar claro: não é que não dê certo duas pessoas com lifestyle completamente diferentes ficarem juntas para sempre. Quem sou eu para dizer isso! Mas se o namorado quer virar a madrugada bebendo e a namorada quer acordar cedo diariamente para pedalar, ao longo do tempo vai ficando complicado conciliar desejos tão distantes na rotina do casal. Digo isso porque realmente somos – eu e meu marido – de um estilo de vida super saudável e adoramos praticar exercícios juntos, quando é possível, mas nos fins de semana também somos parceiros quando nos permitimos relaxar um pouco em relação à bebida alcoólica e à alimentação. Costumo brincar que quem se cuida junto, permanece junto.

Quais as vantagens do casal se cuidar junto?                                                 ANDREA SANTA ROSA: São inúmeras, porque um puxa o outro. Percebo muito na nossa vida que quando eu estou mais animada, ou o contrário, logo o outro entra na pilha. Às vezes, você está com uma entrega de trabalho grande ou outras prioridades e, de repente, você mata o treino ou não treina tão bem. Mas vejo que quando o Marcio está numa rotina bem saudável, acaba que eu entro também, principalmente de exercício, e vice-versa.

Você e o Marcio treinam juntos? A gente não treina juntos porque eu prefiro fazer de manhã e ele, à noite. Mas eu termino o treino e já falo para ele que foi bacana e ele faz o mesmo à noite depois do treino dele à noite. Então um motiva o outro, não só para os treinos, mas também para os esportes. A gente gosta de esquiar juntos, de pedalar juntos e até as viagens são pautadas pelo esporte, porque a gente gosta de aventura, rapel, caiaque, rafting. E acho que isso é até um incentivo para os nossos filhos, eu não abro mão deles fazerem esporte quatro a cinco vezes por semana. Não está gostando de jiu-jitsu, por exemplo, procura outro. No início do lockdown, a gente treinou juntos a família toda, e era maior barato. Sinto que todos estes hábitos saudáveis não só incentivam o Marcio e eu, mas também as crianças.

Desde o início do namoro, vocês acompanhavam um ao outro nesta rotina de beleza e saúde ou ao longo do casamento foram ficando mais alinhados neste sentido? Eu sempre fui muito vaidosa, tanto no esporte quanto na alimentação e cuidados com a pele. Gosto de estar seca, com percentual de gordura baixo. Tenho uma alimentação rica em nutrientes, com alimentos de verdade. Desde o começo do namoro, sim, nos acompanhávamos. Eu acho que a gente até se escolheu por isso, eu olhava para ele, um homem bonito, atlético, forte. No início do namoro, a gente muito jovem, não tinha tanta preocupação com a pele. Mas a alimentação e os exercícios sempre foram prioridade. Eu programo minha agenda do dia sempre levando em consideração meus horários das refeições, porque eu quero ter uma alimentação rica em vitaminas e minerais e em compostos fitoquímicos, porque isso também é investir em longevidade, em produção de colágeno, em evitar glicação protéica e enrijecimento da fibra de colágeno, que aumentam as rugas. Ao longo do casamento, o Marcio se beneficiou mais do que eu. Eu fui triatleta, joguei vôlei, capoeira. O Marcio também sempre foi ligado aos esportes, mas acho que eu trouxe ele mais para esse ambiente de como planejar a rotina alimentar. Por exemplo, ele comia coisas que achava que era saudável e não eram.

Continua após a publicidade

Quem é mais animado para a rotina saudável? Em relação ao exercício, o Marcio sempre teve muita assiduidade e uma rotina boa de treinos. Mas chega uma hora que vêm os filhos, as responsabilidades crescem. Eu sempre vou puxando o Marcio para ele não sair da rotina. Como o escritório dele é em casa, isso facilita bastante. Eu deixo o planejamento da rotina alimentar dele. Acho que se ele trabalhasse na rua, talvez fosse mais complicado manter uma rotina saudável.

E os cuidados com a pele? Você incentivou o Marcio a se cuidar? O Marcio sempre fez muitos esportes ao ar livre, então ele não passava protetor há vinte anos. Então, eu trouxe esse hábito para ele também. Mas ele ainda não aderiu a essa rotina diária de cuidados. É algo que eu venho incentivando muito. Ele também tem medo de fazer tratamentos, não gosta de mexer, quer envelhecer de forma natural. Digo então que se ele não quer fazer tratamentos estéticos, que passe os cremes, que limpe o rosto diariamente, que use protetor solar todos os dias. A gente já se consultou várias vezes com você, Dani, que passou os tratamentos direitinhos, mas ele ainda é meio preguiçoso, ainda não faz essa rotina com frequência não.

Como é a alimentação de vocês e como conseguiu trazê-lo pra sua proposta saudável? Na nossa casa não tem embutidos, não tem produtos industrializados, açúcar, doces. Tem, sim, frutas, grãos, sementes, leguminosas, proteína de boa qualidade. Você se programando em relação a essa rotina, é fácil seguir. O Marcio sempre foi muito obediente, e o que eu percebi é que ele precisa ter alguém pra organizar isso para ele, porque ele não gosta e não sabe cozinhar. Então essa organização que eu trouxe para a nossa casa foi fundamental para todos. Além disso, a gente faz pelo menos uma refeição todos juntos, em geral o jantar. Essa reunião familiar previne distúrbios alimentares, é uma maneira que eu tenho de controlar um pouco a alimentação das crianças, que almoçam na escola, e de poder conversar e mostrar os benefícios.

É difícil manter uma alimentação saudável quando o namorado ou marido só quer comer junk food? Acredito que para alguém que já tenha um paladar mais infantil e já goste de uma besteirinha, deve ser muito difícil resistir a essa tentação quando o namorado come uma pizza, um hambúrguer. Eu tenho muitos pacientes que primeiro vem a mulher e depois vem o marido, porque é difícil manter uma rotina saudável com o marido querendo comer junk food o tempo todo.

Que conselho você dá para manter uma alimentação saudável? Organização é fundamental. Não vai aparecer um prato de salada e uma proteína magra do nada. Então tem que planejar de quanto em quanto tempo vai fazer as compras, quem vai preparar, se vai congelar, se vai fazer miniporções. Se você estiver com fome e não tiver uma coisa saudável em casa, vai acabar comendo uma besteira.

Você acha que o casal que se cuida junto tem uma vida sexual e uma conexão mais bacana? Influencia demais, porque você melhora autoestima, você se sente mais poderosa, mais bonita. Eu pelo menos me cobro muito e tenho senso crítico muito forte. Gosto de estar com o corpo sequinho, isso é fundamental para a minha autoestima e para minha relação sexual. Para mim e também no consultório percebo que a parte estética tem uma enorme influência sim, especialmente para as mulheres. A libido da mulher passa por várias coisas: estresse, a parte de autoestima, a parte hormonal, a fantasia, a lingerie, uma música.

Continua após a publicidade
Publicidade