Clique e assine por apenas 4,90/mês
Daniela Alvarenga Por Daniela Alvarenga, médica e dermatologista

Tal dono, tal cão: o lifestyle saudável dos pets

O que Bono, o cão surfista, ensina sobre saúde

Por Daniela Alvarenga - 27 Maio 2020, 12h20

Muitos fotógrafos já fizeram ensaios com fotos 3×4 mostrando o quanto os cães podem ser parecidos com seus donos. Mas estes retratos só revelam a semelhança na aparência, o bacana mesmo é quando os dois conseguem ser parecidos até no estilo de vida, como o labrador surfista Bono e o personal trainer carioca Ivan Moreira.  

Aos 9 anos, Bono faz tudo com seu dono, inclusive dividem a mesma cama, embora, com relação a isso, há controvérsias. Segundo o nosso guru para cachorros, o veterinário e adestrador Henrique Perdigão “só ofereça para os seus cachorros aquela rotina que você poderá cumprir”. O cão começou a surfar com 4 meses, quando Ivan, apaixonado pelo surfe, comprou uma prancha de Stand Up Paddle e colocou o então filhote em cima. O estilo de vida saudável e ligado ao esporte de Ivan foi incorporado à rotina do pet a tal ponto que ele se tornou pentacampeão mundial de Surf Dog, na Califórnia.

“Sempre tive um sonho de dividir com meu melhor amigo a emoção que é surfar uma onda e posso dizer que esse sonho se realizou”, conta Ivan, que nesta quarentena está se dedicando exclusivamente à carreira de Bono. É que ele está envolvido com a produção da nova temporada da série “Bono, o cão surfista”, do Canal Off, que deve ser filmada assim que acabar o isolamento social, e com o lançamento do canal de Bono no Youtube, em junho, onde ele vai mostrar o lifestyle do labrador, com dicas de cuidados, alimentação, lugares para praticar atividade e como se preparar para viajar com um Pet, entre outros temas. Com o isolamento social, os treinos do atleta-cão mudaram um pouco. No primeiro mês, eles foram para o Vale das Videiras, onde, em vez de surfar, fizeram trilhas e nadaram em cachoeiras. Há um mês, voltaram ao Rio para acompanhar o nascimento da Cacau, a filhote de Bono, que seguirá os passos do pai em esportes e vida saudável. “Agora, no Rio e isolados, tentamos improvisar brincadeiras em casa, confesso que a nossa pequena piscina também ajuda! Se deixar, o Bono fica o dia todo dentro dela”, conta Ivan. 

Por que estou escrevendo sobre isso?, você deve estar se perguntando. O que tem haver a vida dos cães com medicina e dermatologia? No meu caso, TUDO a ver, já que a minha dermatologia é focada na integração da saúde física e mental, imunidade, beleza e estilo de vida. Neste período de isolamento social, minha família ganhou dois novos integrantes, adotamos a vira-lata Cevada e fomos buscar de carro o golden retriever Farelo em São Paulo, do canil Chasse. Como estou sempre a procura do melhor para minha família, para meus pacientes e agora para os meus cachorros, estou há dois meses estudando, pesquisando, fazendo cursos on-line e treinamentos particulares para aproximar o estilo de vida dos cachorros ao nosso, buscando sempre uma vida mais leve, saudável, compartilhada e divertida. E ainda vamos colocar esses dois para jogar Beach Tennis! 

Continua após a publicidade

Isso faz repensar vários hábitos ou mesmo vícios de linguagem na relação com o pet. Por exemplo, não é preciso “levar” o cão para passear,  porque o mais divertido é passear junto com ele e aproveitar para fazer uma atividade prazerosa e saudável.  Isso inclui também pensar nos cuidados com o pet em termos de qualidade de vida, alimentação, atividade física, equilíbrio mental, imunidade e longevidade. 

Com relação à alimentação, muito antigamente os cães se alimentavam da mesma comida dos donos e viviam bem, obrigada. A alimentação industrializada, a ração, surgiu no Brasil na década de 70 e virou quase que regra ao oferecer aos donos uma refeição prática, balanceada e com um custo bacana, porém ultraprocessada e muito seca (apenas 10% de água). Para os amantes de um lifestyle mais saudável, uma ótima notícia, a alimentação natural, agora suplementada com todas as vitaminas e minerais que o seu pet precisa, está voltando com tudo e virou tendência mundial. Comida de verdade, com cheiro, sabor, umidade  (70 a 90% de água) e uma dose extra de saúde. Os nossos melhores amigos podem comer por prazer, como nós, e não comer por comer. A dieta é balanceada e inclui proteínas como ovos, carnes, peixes e miúdos, além de carboidratos de baixo índice glicêmico, como batatas doce e baroa, inhame, aipim e arroz integral, e ainda gorduras de boa qualidade, como óleo de coco, óleo de girassol e azeite extra virgem. Chuchu, abobrinha, couve, espinafre, quiabo, lentilha, beterraba, gergelim, quinoa, farelo de aveia e cúrcuma completam o cardápio.

A variação da dieta é muito importante, e vale conversar sobre o assunto com o veterinário. Os snacks naturais são um capítulo à parte e as frutas são bem-vindas, com exceção de uva e abacate.  Existem 3 tipos de alimentação natural, conhecida pela sigla AN: cozida, crua sem ossos e crua com ossos. 

Esta alimentação natural pode ser preparada em casa lembrando que a suplementação se faz totalmente necessária para complementar tudo que o seu pet precisa, ou então, para quem prefere optar pela praticidade, existem empresas especializadas com nutricionistas veterinários e cardápios bacanérrimos que vendem porções de alimentação natural para pets, algumas até com a suplementação incluída.

Continua após a publicidade

Entrando ainda mais na seara que amo, descobri os nutracêuticos para os cachorros. Ômega 3, vitamina D3, glutamina, glicosamina, biotina, queratina, taurina, carnitina, extrato de alcachofra, zinco, magnésio, triptofano, condroitina, extrato de Yucca, fibras, lactobacilos, dentre outros. São muitas as opções e benefícios. Aqui em casa, Farelo e Cevada prepararam o intestino com probióticos e fizeram a transição para alimentação natural com uso de suplemento e nutracêuticos multivitamínicos para pelo, imunidade e longevidade.Todos deliciosos desenvolvidos para o paladar dos pets. Bono, o cão-surfista, por exemplo, se alimenta com ração e toma Omêga 3, que tem ação antiinflamatória e antioxidante, e um multivitamínico com glicosamina para preservar e recuperar a articulação do desgaste pelo exercício intenso e idade.

Sempre atenta e à frente quando o assunto é levar saúde para sua casa e da sua família, a empresária Carol Scarpinelli, da La Fruteria, em parceria com a Cãocept, também começará a levar o que tem de melhor sobre tudo isso que a gente falou para o seu cão a partir de junho. 

Enfim, tal dono, tal cão. Alguém ainda tem dúvida que os conceitos de estilo de vida de tutores e cães estão juntos e misturados? Talvez seja uma oportunidade de repensar o lifestyle do seu pet. Amo muito tudo isso. 

Publicidade