Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Daniela Alvarenga Por Daniela Alvarenga, médica, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Acne: trending topic do Twitter

Saiba TUDO sobre o Roacutan, a medicação para acne que viralizou nas redes com relatos de prós e contras feitos por usuários

Por Daniela Alvarenga Atualizado em 6 jul 2021, 12h16 - Publicado em 6 jul 2021, 10h15

Acne é assunto muito sério na dermatologia. Esta semana viralizou nas redes o Roacutan, medicação à base de isotretinoína oral. Usuários do Twitter mantiveram o termo no trendig topic com mais de 6 mil tweets listando prós e contras do medicamento. No TikTok, o assunto continuou, sob a hashtag  #roacutancheck , que teve mais de 17 milhões de visualizações, e #roacutanchallenge , com quase 4 milhões de views. Muitos relataram alterações emocionais e físicas em função do remédio.

Lançada em 1982, a isotretinoína oral ainda hoje é tratada como bicho-papão por muitos leigos e até eventuais pacientes mal orientados. A verdade é que ao longo destes anos, pudemos ter uma experiência muito grande com avanços de estudos e evolução da experiência clínica. Essas polêmicas que existem em torno da medicação são muito antigas, e não acompanham a realidade e o conhecimento que nós, dermatologistas, já temos de seu manejo.

Uma das questões de que mais gosto de tratar no consultório, a melhora da acne nos permite ver  uma mudança muito significativa da autoestima do paciente quando alcançamos o sucesso. É muito gratificante poder contribuir para a saúde da pele e a saúde mental do paciente. Em grande parte dos casos, a acne é o motivo do primeiro contato de um adolescente com um médico dermatologista e a relação de confiança é fundamental para que tudo funcione bem. Há 22 anos, quando acabei a minha formação no Instituto Rubem David Azulay e não havia laser ou preenchimento, nem afins, foram os adolescentes com acne que me levaram a um outro patamar no consultório. Por isso, tenho um carinho especial por essa patologia, que ainda é muito frequente no meu dia a dia. Por este motivo, após um curso de atualização em Acne e Rosácea que fiz no mês passado com o dermatologista Marco Rocha, grande expert no assunto, resolvi escrever sobre o tema para esclarecer as dúvidas e acabar com certos mitos.

1 – Roacutan é o único tratamento eficaz para acne? Não. Existem outros tratamentos, mas a isotretinoína é uma opção muito eficiente. Tudo dependerá de uma avaliação individualizada e de um médico competente e atualizado.

2 – Preciso fazer exame de sangue antes de começar a tomar? Sim. Geralmente pedimos exame antes do tratamento, no meio e ao final se tudo estiver correndo bem.

3 – Qual a dose indicada e por quanto tempo devo tomar? Cada caso é um caso. Vários fatores serão levados em conta antes de definirmos a dose e a duração do tratamento, que deve ser individualizado.

4 – Posso tomar sol? A pele fica mais sensibilizada com o uso da medicação e por isso queima mais rapidamente. Mas com uso de filtro solar, boné, barraca, horário adequado, pouco tempo de exposição e reaplicação de protetor a cada duas horas, liberamos nossos pacientes.

5 – Posso beber álcool? Se virmos que as enzimas hepáticas estão normais no primeiro exame, liberamos o álcool socialmente e acompanhamos.

6 – O que não posso fazer? As mulheres NÃO podem engravidar durante o uso e até 1 mês após.

Continua após a publicidade

7 – Causa depressão? Os estudos científicos mostram um percentual maior de depressão no paciente com acne do que nos que estão em uso da medicação.

8 – Tenho depressão. Posso tomar? Devemos ver o paciente como um todo. Se julgarmos que o benefício do uso da medicação será importante, entramos em contato com o psiquiatra e acompanhamos juntos.

9 – Qual é o efeito colateral mais comum? Ressecamento dos lábios.

10 – Roacutan pode afinar o nariz? Não deve ser usado com esse intuito. Vemos, em casos específicos de rinofima inflamatório, uma diminuição de volume do nariz.

11 – Existem casos de não resposta ao Roacutan? São raros, mas existem.

12 – Só pode ser prescrito para acne grave? Não. Hoje já temos uma vasta experiência com essa medicação e podemos usá-la para outros tipos de acne.

13 –  Estilo de vida? O tratamento holístico é muito importante no quadro de acne. Por isso, observar o estilo de vida (alimentação, sono, nível de estresse, alteração menstrual, avaliação hormonal, dermatite seborreica) é fundamental. Hoje sabemos também da importância de tratar o funcionamento intestinal e o microbioma com probióticos orais.

14 – Cicatrizes futuras? Os estudos científicos já mostraram que quanto mais precocemente conseguirmos controlar a acne melhor para evitar a presença de cicatrizes futuras. Por isso, não podemos nos dar o luxo de ficar tentando muitas alternativas no tratamento da acne por um longo período. Se em dois a três meses não tiver melhora do quadro, ou mesmo se ocorrer uma piora, com a medicação tópica, deve-se entrar com a isotretinoína oral para evitar cicatrizes futuras, que são ainda mais difíceis de tratar.

 

Continua após a publicidade
Publicidade