Clique e assine por apenas 7,90/mês
Cervejinha Por Blog Da produção aos estilos, tudo que você precisa saber sobre o universo das cervejas especiais, por Carolina Barbosa

Reality show elege a melhor American Pale Ale caseira do país

Previsto para ir ao ar ainda em 2017, programa Eisenbahn Mestre Cervejeiro recebe inscrições pelo site até segunda (17) ou até atingir 1 000 candidatos

Por Carolina Barbosa - Atualizado em 12 jul 2017, 18h35 - Publicado em 12 jul 2017, 18h29

Após sete edições bem-sucedidas, o concurso Eisenbahn Mestre Cervejeiro volta em 2017 apostando num novo formato, que tem sido promissor, sobretudo no campo da gastronomia e da música. Desta vez, a proposta é ir ao ar na TV ainda neste ano como um reality show, idealizado pela Leo Burnett, criado e produzido pela Endemol Shine Brasil, e com consultoria técnica do Instituto da Cerveja (ICB). Trata-se, portanto, de uma baita chance – e útil – aos cervejeiros caseiros de mostrarem aos especialistas e a um séquito de espectadores seus talentos com as panelas. As inscrições já estão abertas no site (clique aqui para acessar) e podem ser feitas até segunda (17) ou até que se atinja o limite de 1 000 participantes. 

Aos interessados, a atração desafia os concorrentes a criarem uma receita autoral de American Pale Ale, popularmente conhecida como APA. As amostras da cerveja desse estilo devem ser enviadas até o dia 31 de julho para o endereço descrito no regulamento.

Vale lembrar que nove selecionados participarão da gravação do programa e o vencedor ganha uma viagem de 8 noites para a Alemanha com acompanhante, além de ter a indicação do nome no rótulo da edição limitada produzida pela cervejaria de Santa Catarina com a sua receita.

Atenção, por mais que a gente saiba, não custa nada lembrar as especificações para o envio de um bom exemplar: não confundir o estilo American Pale Ale (APA) com India Pale Ale (IPA). De acordo com o Beer Judge Certification Program –BJCP 2015 (Programa de Certificação de Juízes de Cervejas), a American Pale Ale (APA) foi desenvolvida nos Estados Unidos em 1980, inspirada na Pale Ale inglesa. É uma cerveja da família Ale de coloração clara, com teor alcoólico entre 4,5 a 6,2% ABV, e amargor entre 30 a 50 IBU, que mantém-se refrescante e lupulada, porém com malte na dosagem certa para fazer uma cerveja equilibrada e com boa drinkability, ou seja, agradável de beber e convidativa ao próximo gole. Neste caso, é o lúpulo americano, com notas mais florais, resinosas, frutadas e cítricas que diferencia uma APA de uma Pale Ale inglesa, uma vez que essa última terá inserção de lúpulo com perfil mais terroso e herbal.

Continua após a publicidade

Ao considerar o tempo de produção e maturação, a American Pale Ale leva em torno de 20 dias para ficar pronta. No sabor, as sensações da APA se repetem e o teor do lúpulo varia entre moderado a alto, com amargor persistente, porém nobre, retrogosto geralmente limpo e sem aspereza.  O recurso de dry hopping, caso realizado, pode conter notas gramíneas, embora este caráter não deva ser excessivo.

Embora a APA esteja, de certa forma, próxima de uma India Pale Ale (IPA), sendo portanto uma versão mais branda, as populares IPAs são mais acentuadas (leia-se fortes) tanto em amargor quanto em aroma e teor alcoólico (5,5% a 7,5% ABV). Portanto, cuidado para não carregar a mão no amargor e derivar uma IPA e nem caprichar nos maltes especiais e acabar criando uma Amber Ale, escura e mais maltada. Por fim, a APA harmoniza com diversas comidas fáceis de fazer e que agrada o paladar do brasileiro, a exemplo de hambúrguer bovino, pratos típicos da culinária mexicana ou tailandesa, frango assado e queijos cheddar ou parmesão.

Publicidade