Clique e assine por apenas 7,90/mês
Cervejinha Por Blog Da produção aos estilos, tudo que você precisa saber sobre o universo das cervejas especiais, por Carolina Barbosa

As campeãs do Concurso Brasileiro da Cerveja 2018

Considerada o Oscar do segmento nacional, premiação distribuiu 252 medalhas em 148 categorias, na noite desta terça (6)

Por Carolina Barbosa - 7 mar 2018, 18h27

Aguardado ansiosamente pelos entusiastas e profissionais do mercado, o Festival Brasileiro da Cerveja – principal vitrine de tendências, lançamentos e equipamentos do setor no país – terá início nesta quarta (7) em Blumenau, Santa Catarina, cidade que no ano passado ganhou a alcunha de capital brasileira da cerveja. Um dia antes da abertura oficial do evento ao público, no entanto, uma cerimônia restrita a convidados dá uma boa pista do que se pode esperar pelos corredores dos largos pavilhões da Vila Germânica até sábado (10). Mais do que isso, do que poderá ser degustado ao longo do ano em feirinhas e outros festivais. Trata-se do anúncio dos vencedores do Concurso Brasileiro da Cerveja, vinculado ao evento, considerado por aqui o Oscar da cerveja brasileira.

Concorrida, a prestigiada premiação distribuiu, nesta décima 10ª edição, 252 medalhas em 148 categorias na noite desta terça (6), entre ouro, prata e bronze – e honrarias que os expositores exibirão com orgulho em seus estandes, o que certamente vai aguçar a curiosidade dos consumidores e alavancar as vendas. Afinal, a certificação basicamente atesta a qualidade da bebida por um júri que entende do assunto.

Entre as marcas, a paranaense Cathedral, de Maringá, foi a melhor pontuada pelos jurados e, portanto, eleita a Cervejaria do Ano, seguida da conterrânea Bodebrown, de Curitiba, e da gaúcha Tupiniquim, oriunda de Porto Alegre, em terceiro lugar no pódio.

Ponto alto da edição, o destaque da celebração ficou por conta da categoria The Best of Show, correspondente aos exemplares da seção Comercial (leia-se aqueles rótulos já à venda nas prateleiras) e Experimental (ainda não lançadas). Entre as que estão no mercado, a paulista Dádiva (responsável por lançar criativas e bem executadas receitas) levou a melhor com sua ácida Dark Sour. Enquanto nas experimentais, a catarinense Istepô liderou o ranking com sua fórmula de Catharina Sour e a Ambev ficou com o bronze para uma versão da Brahma Heller Bock (lager), que em sua categoria, por sua vez, recebeu a honraria máxima.

Continua após a publicidade

O estado do Rio, é claro, marcou presença e, mais uma vez, fez bonito. Artesanais e especiais como BottoBier (de cinco amostras enviadas, foram quatro premiadas, sendo a doppelbock Thor com ouro), Roter, OverHop, W*Kattz, O Motim, Mistura Clássica, Therezópolis, Lhama Loca, Bohemia, 4 Estações e Resenha Informal arrebanharam medalhas na premiação. A seguir, confira a lista dos condecorados.

Vencedores da categoria Best of Show Experimental

3- LAGER STYLES – German-Style Heller Bock/Maibock
Cervejaria Ambev (RJ)
Cerveja: Brahma Heller Bock

2 – HYBRID/MIXED – Specialty Beer
Cervejaria Backer (MG)
Cerveja: Cacau Bomb

1 – ALE STYLES – Brazilian Beer – Catharina Sour
Cervejaria: Istepô
Cerveja: IstepôGoiabêra (SC)

Vencedores do Best of Show Comercial

3 – HYBRID/MIXED – American-Style Fruit Beer
CervejariaCapaPreta (MG)
Cerveja: CapaPreta Porter Berry

2 – HYBRID/MIXED – Chili Pepper Beer
Cervejaria Lohn Bier (SC)
Cerveja: Lohn Bier Carvoeira Pimenta

1 – ALE STYLES – Belgian-Style Flanders Oud Bruin or Oud Red Ale
Cervejaria: Dádiva (SP)
Cerveja: Dark Sour

Cervejarias campeãs de 2018
3 – Cervejaria Tupiniquim (RS)
2 – Cervejaria Bodebrown (PR)
1 – Cervejaria Cathedral (PR)

Para acessar todas, clique aqui.

Publicidade