Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
CASACOR Tendências de decoração, arquitetura, design e paisagismo com curadoria

Salão de Móvel de Milão pretende plantar 3 milhões de árvores até 2023

O Salão do Móvel de Milão 2021 acontece este mês com a proposta de discutir temas como inovação e sustentabilidade

Por CASACOR Atualizado em 13 set 2021, 17h50 - Publicado em 13 set 2021, 10h00
Salão de Móvel de Milão: saiba tudo sobre a maior feira de design do mundo
CASACOR/Veja Rio

Batizado de Super Salone, o Salão do Móvel de Milão 2021 acontece em setembro com a proposta de discutir temas como inovação e sustentabilidade. São 425 marcas expostas em apenas quatro pavilhões do Complexo Expositivo da Feira em Rho. E para receber os visitantes, logo na entrada uma barreira verde formada por cem árvores dá as boas-vindas a todos.

Uma espécie de pequena floresta criada em colaboração entre o Salone del Mobile e Forestami dá o tom do Super Salone. A floresta não para na entrada, mas se estende até o coração do evento: outras cem árvores foram posicionadas dentro das várias áreas de exposição e de relaxamento. Esse projeto pretende continuar até depois do evento, com o plantio de 3 milhões de árvores na cidade metropolitana de Milão até 2030.

Melange Green por Magis Design
Melange Green por Magis Design. CASACOR/Veja Rio

Uma proposta ousada e com muita sinergia com o momento atual, o Supersalone deste ano traz peças de design que contemplam e vida e oferecem soluções que facilitam a vida das pessoas no novo mundo.

À frente da mostra está o arquiteto Stefano Boeri e seu “time dos sonhos” formado por profissionais de arquitetura e design que prometem entregar uma edição memorável do evento – a primeira após a pandemia do coronavírus.

Espaço da Molteni
Espaço da Molteni Camila Gino/Veja Rio

As árvores dispostas em contêineres de madeira conferem fluidez e vida ao espaço. Essas características se refletiram de maneira incisiva no propósito da Salone del Mobile deste ano: um verdadeiro manifesto de vida, humanidade e harmonia para o mundo.

Ao caminhar pela mostra, é possível identificar várias referências à vida, à naturalidade e às raízes, o que cumpre bem a promessa dos organizadores de trazer tendências da vida pós-pandemia para dentro do evento.

Quais marcas estão expondo no Salão do Móvel de Milão 2021?

 

Continua após a publicidade

Espaço da Kartell
Camila GIno/Veja Rio

O Salão do Móvel de Milão é o maior e mais importante evento de design e mobiliário do mundo. E por isso, grandes nomes do design foram convidados, tais como: Edra, Artemide, MDF Italia, Kartell, Molteni, Cecotti e tantos outros.

Os designers brasileiros também marcaram presença – este ano foi o de maior participação de marcas do país expondo em Milão. Um dos mais emblemáticos e charmosos projetos que vale a pena conferir são as peças rendadas assinadas pelo brasileiro Pedro Franco, dentro da coleção “Bahia”. Bordados manualmente, os belos padrões rendados recebem um banho do metal bronze e ficam parecendo metal cortado a laser com perfeita imprecisão.

Espaço da Missoni Home
Camila Gino/Veja Rio

A Sier Móveis, empresa especializada em móveis de alto padrão, também trouxe um design surpreendente, com peças de madeira maciça que demonstram elegância e naturalidade. Um dos mobiliários que contou com o toque da madeira foi a Poltrona Carol, que contou com um design poderoso e sutil para dar suavidade, fluidez e conforto.

Sustentabilidade como pilar do Supersalone

 

Continua após a publicidade

Espaço da Flou
Espaço da Flou Camila Gino/Veja Rio

A sustentabilidade é um pilar que guia as mostras do Salão do Móvel de Milão. As atitudes sustentáveis, que já vinham sendo pensadas em edições anteriores, ganham visibilidade agora em 2021, especialmente com o reuso de materiais e com a prática da reciclagem.

A Aran Cucine se destacou com uma proposta sustentável chamada “Cozinha Oasi”, que traz, em uma única peça, não apenas toda uma cozinha embutida, funcional e moderna, mas a própria “narrativa de tudo aquilo que lhe rodeia”. O espaço foi assinado por ninguém menos do que o próprio curador Stefano Boeri, que aliou tecnologia e naturalizada para resgatar aquilo que é essencial para o indivíduo.

Continua após a publicidade

Publicidade