Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
CASACOR Tendências de decoração, arquitetura, design e paisagismo com curadoria

5 destaques da CASACOR Minas Gerais 2021 que vão te surpreender

Em sua terceira semana, a CASACOR Minas está cheia de novidades, que vão desde o novo circuito de visitação até um Tour 3D pelo edifício original

Por CASACOR Atualizado em 4 out 2021, 15h26 - Publicado em 4 out 2021, 10h42
Evandro Melato e Pabrício Amaral – Bangalô Bateia Osmar Puperi.
Evandro Melato e Pabrício Amaral – Bangalô Bateia Osmar Puperi. Esúdio NY18/Veja Rio

Considerado o maior evento do setor no estado, a CASACOR Minas Gerais 2021 é um sucesso em termos de público. A seleção de profissionais deste ano inclui um vasto time formado por veteranos, além de jovens talentos da arquitetura, do design e também do paisagismo.

O circuito inclui a apresentação de 45 ambientes, concebidos por 71 profissionais sob a luz do tema A Casa Original, cujo principal objetivo é retratar os impactos da pandemia no nosso estilo de morar, refletindo também na nossa interação com a casa.

Confira abaixo 5 destaques e novidades da CASACOR Minas 2021!

1. Destaque para os jardins

 

Daniel Tavares e Cynthia Vianna – Bar Benericks.
Daniel Tavares e Cynthia Vianna – Bar Benericks. Jomar Bragança/Veja Rio

Esta edição é uma das com mais destaque ao paisagismo, uma vez que a maior parte dos ambientes fica concentrada nas áreas abertas do Palácio das Mangabeiras. Nãna Guimarães retorna à mostra com a tarefa de dar continuidade ao processo de restauro dos jardins assinados por Burle Marx, enquanto Droysen Tomich assumiu o desafio de restaurar a fonte original do Palácio, também assinada por Burle Marx.

Além de voltar a funcionar depois de vários anos inativa, ela ainda e recebeu um projeto paisagístico deslumbrante. Em dois níveis de pedra, ela tem como base um espelho d’água com espécies aquáticas e está em meio a um rico jardim que envolve tons de roxo e de verde, entre dracenas, marantas, asparagos, jiboias, peperoneas, columeias, samambaias e variedade de espécies que o preenche.

Rafael Mineiro e Natália Azevedo - Horto Laguna.
Rafael Mineiro e Natália Azevedo – Horto Laguna. Gustavo Amorim/Veja Rio

Rafael Mineiro e Natália Azevedo, da Horto dos Buritis, inovaram ao construir uma piscina natural, que se assemelha a um lago. Felipe Fontes propôs um jardim com espécies nativas e de baixa manutenção e Katiene Rodrigues investiu num jardim sustentável. Já Valter Braga abusou das orquídeas, criando uma floresta baixa florida, reunindo 380 exemplares da espécie.

2. Novo circuito de visitação

 

Se você esteve na CASACOR Minas em 2019, deve se lembrar da emoção de adentrar o Palácio das Mangabeiras pela primeira vez. Em 2021, a mostra retorna ao mesmo local de exibição, porém em um novo formato. As surpresas são garantidas, já que o lugar é o mesmo, mas tudo está diferente – inclusive o circuito de visitação.

Ada Penna, Júlia Temponi, Gabriela Melo e Mariana Calixto - Plano Livre - Estúdio Lapinha.
Ada Penna, Júlia Temponi, Gabriela Melo e Mariana Calixto – Plano Livre – Estúdio Lapinha. Henrique Queiroga/Veja Rio

Como a maior parte dos ambientes está localizado nas áreas externas do palácio, um espaço ao ar livre com mais de 12 mil metros quadrados de área, houve um investimento significativo em técnicas construtivas inovadoras, capazes de otimizar o tempo e oferecer redução nos impactos ambientais.

Para garantir a segurança e controlar o acesso do público, as visitas devem ser agendadas em horário fixo. Além disso, uma nova tecnologia permite que visitantes tenham acesso à mostra sem nenhum tipo de contato, acessando o evento através de uma catraca eletrônica que capaz de fazer o reconhecimento facial cadastrado na internet no ato da compra do ingresso.

Cristina Menezes - Espelho D’Água e Mini Pavilhão.
Cristina Menezes – Espelho D’Água e Mini Pavilhão. Jomar Bragança/Veja Rio

3. Opções gastronômicas

 

A gastronomia sempre foi um dos pontos de destaque da CASACOR Minas, refletindo de forma muito fiel a relação que os mineiros possuem com a cozinha. Nesta edição não é diferente: a mostra vem ampliando cada vez mais sua conexão com a cultura gastronômica, fomentando o setor, colocando-se na vanguarda das tendências.

Quem assume a curadoria e a concepção gastronômica desta edição é o premiado chef italiano Massimo Bataglini, que juntamente com Henrique Benerick, da Benericks, está a frente do Outland, um bar e restaurante a céu aberto, que alia boa gastronomia, uma extensa carta de coquetéis e, claro, um bom design.

Antônio Valladares, Joana Hardy e Tereza do Prado - Casa Tereze - Restaurante Outland “Al Mare”.
Antônio Valladares, Joana Hardy e Tereza do Prado – Casa Tereze – Restaurante Outland “Al Mare”. Jomar Bragança/Veja Rio

O restaurante “Outland Al Mare” tem projeto arquitetônico assinado pela equipe do escritório Casa Tereze, oferecendo um menu exclusivo e conceito inspirado no mar Adriático. Entre as apostas do chef estão o Rosbife de atum com mel de figo e amêndoas, melão, melancia e pepino e a Bruschetta com carpaccio de bacalhau cru.

A inspiração para o bar Benericks, no entorno da piscina, com projeto de Daniel Tavares e Cynthia Vianna, veio dos bares venezianos, e por este motivo, o Negroni será o tema principal e e o vermelho predomina. O cardápio contará com uma extensa carta de drinks e antepastos que fazem parte dos aperitivos italianos.

Duo Arquitetos e Droysen Tomich - Café Panini e Jardim Restauro.
Duo Arquitetos e Droysen Tomich – Café Panini e Jardim Restauro. Estúdio NY18/Veja Rio

O café Panini e Jardim, assinado pela equipe da Duo Arquitetos, que faz sua estreia na mostra, em parceria com o paisagista Droysen Tomich, também funcionará sob comandando do chef Massimo Bataglini, que preparou um cardápio dedicado à criações que utilizam o pão como base principal.

Continua após a publicidade

A CASACOR Minas ainda conta com uma Cozinha Funcional, com projeto assinado por Ivia Maia e Mirlene Sales, que receberá uma programação com pequenos eventos gastronômicos, direcionados para grupos fechados.

4. Segurança durante a visitação

 

Júnior Piacesi - Casa da Serra.
Júnior Piacesi – Casa da Serra. Jomar Bragança/Veja Rio

Buscando oferecer um ambiente seguro para a visitação, a CASACOR Minas investiu em uma série de ações e de aparatos tecnológicos voltados para garantir a segurança de todos os presentes. A primeira delas será que as visitas deverão ser realizadas com hora marcada. O visitante terá a opção de escolher a faixa de horário pretendida durante o momento da compra do ingresso.

Além do controle preciso de visitantes dentro da mostra, haverá ainda a higienização frequente de todos os espaços de circulação, dispensers de álcool gel em todos os ambientes. Uma das principais mudanças está no processo de entrada na mostra, que será alterada para um modelo inovador e tecnológico.

Barbara Nobre - Casa Voktum.
Barbara Nobre – Casa Voktum. Henrique Queiroga/Veja Rio

O evento contará com catracas inteligentes, em que a pessoa poderá entrar por meio de reconhecimento facial ou ao apresentar um QR Code gerado durante a compra do ingresso pela internet. Durante a compra online, o visitante deverá marcar um horário para visitar a mostra. Assim, o sistema só liberará a entrada dentro da faixa especificada no ato da compra.

Desenvolvida pela empresa ZK Teco, e comercializado pela Templuz, essa nova tecnologia de entrada é compatível com a mais recente tecnologia de visão computacional. Além disso, as catracas estão preparadas para um volume de tráfego elevado e evitam qualquer tipo de contato físico e a formação de filas na bilheteria.

Outro ponto importante é que a mostra investiu bastante em acessibilidade, proporcionando que pessoas com deficiência possam possam explorar todos os ambientes.

5. Tour pelo edifício original

 

Sérgio Vianna - Gourmet dos Sentidos Deca.
Sérgio Vianna – Gourmet dos Sentidos Deca. Jomar Bragança/Veja Rio

Outra novidade para esta edição é que a CASACOR Minas, em parceria com a Codemge e a equipe da Novus 3D, desenvolveram um passeio virtual pelo Palácio das Mangabeiras mostrando como ele era na época de sua inauguração, em 1955. A visita foi desenvolvida a partir de um extenso levantamento histórico, resgatando imagens e dados do projeto original.

Todo o conteúdo será disponibilizado em breve aos visitantes, fique ligado!

Serviço CASACOR Minas Gerais 2021

 

Período: de 14 de setembro a 31 de outubro de 2021

Horário: de terça a sexta, das 14h às 22h. Aos sábados, das 12h às 22h e aos domingos, das 11h às 20h

Local: Palácio das Mangabeiras – Praça Ephigênio de Salles, 01, Mangabeiras, Belo Horizonte/MG

Telefone: (31) 3286-4587

Ingressos e agendamento de visitas: https://casacormg.byinti.com/

Ingresso inteiro: R$ 70

Meia entrada: R$ 35

Finais de semana

Ingresso inteiro: R$ 75

Meia entrada: R$ 37,50

Continua após a publicidade

Publicidade