Clique e assine por apenas 4,90/mês
Bruno Chateaubriand Por Bruno Chateaubriand, jornalista

Lu Lacerda: “Arrumou comprador para aqueles brilhantes ? Esquece!”

Jornalista faz um alerta para medidas adotadas pela Caixa Econômica Federal no sistema de penhor, em meio à pandemia

Por Bruno Chateaubriand - 9 set 2020, 22h51

A jornalista Lu Lacerda, dona de um dos sites mais seguidos pelo circuito de poder do Rio de Janeiro, faz um alerta para medida adotada pela Caixa Econômica Federal. Em sua coluna, ela publicou os métodos aplicados pelo banco no sistema de penhor em meio à pandemia.
Segue o relato, na íntegra, publicado pela jornalista: “Muita gente tem joias na Caixa, alguns como “cofre”; outros pra resolverem transtornos financeiros mesmo. Seja qual for o caso, mesmo tendo liquidado os valores, não estão podendo recuperá-las. Arrumou comprador para aquele par de brilhantes incrível? Esquece!

Segundo a assessoria de imprensa, até segunda ordem, as joias vão continuar retidas e, em caso de urgência, os casos serão analisados individualmente. Isso acontece porque a Caixa está priorizando os atendimentos emergenciais desde o início da pandemia, há seis meses; para lembrar: os auxílios e serviços sociais essenciais. “O banco ressalta, no entanto, que as agências avaliam os atendimentos pontuais para entrega de garantias de Penhor e agendamento de retirada futura, para que sejam cumpridos os procedimentos de conformidade que a instituição deve adotar, não sendo gerados custos adicionais ao cliente”, diz o texto da assessoria. Que tal?”

Publicidade