Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Bruno Chateaubriand Por Bruno Chateaubriand, jornalista

Lipo LAD vira febre entre famosos

Dr. André Maranhão, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, fala sobre cuidados necessários antes da realização do procedimento

Por Bruno Chateaubriand Atualizado em 25 set 2020, 11h43 - Publicado em 25 set 2020, 00h27

 

A lipoaspiração LAD se tornou a bola da vez  entre anônimos e famosos. A cantora Ludmilla e sua esposa Brunna Gonçalves, a sertaneja Naiara Azevedo se tornaram adeptas do procedimento estético. Muitas gente vem aproveitando o momento quarentena para “entrar na faca”, retirar as gordurinhas que incomodavam e desenhar músculos e gominhos no abdômen.

De acordo com o cirurgião plástico André Maranhão, atual membro e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a Lipo LAD ou HD é indicada para homens e mulheres que desejam ficar com o corpo definido, ou seja, com os músculos bem aparentes, mas têm dificuldades de definir a musculatura. “A sigla HD vem do inglês High Definition, traduzido como alta definição, porque essa modalidade de lipoaspiração promove uma definição maior do contorno dos músculos na pele do que a lipoaspiração convencional. É uma técnica para aspirar gordura localizada com mais precisão de determinada parte do corpo, levando em consideração o biotipo dos pacientes”, explica Dr. André.

O médico também faz um alerta: “Justamente por ser um procedimento que objetiva a definição muscular, a lipo LAD é indicada para pessoas que estejam próximas do peso ideal e que já tenham um estilo de vida saudável, envolvendo alimentação equilibrada e prática regular de exercícios físicos. Pessoas que estão acima do peso e são sedentárias não terão benefício significativo com o procedimento.  O excesso de gordura dentro do abdômen ou grande quantidade de gordura nas costas, compromete o resultado harmônico,  gerando contornos artificiais. Portanto, não basta querer realizar a Lipo de Alta Definição (LAD), há necessidade do paciente ter a indicação correta do procedimento”, finaliza o especialista.

Continua após a publicidade
Publicidade