Clique e assine por apenas 4,90/mês
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Tia Surica fica chateada com o fim de sua feijoada no Teatro Rival e segue como papagaio de pirata de Eduardo Paes

Podem reparar: se há um evento com o prefeito Eduardo Paes, Tia Surica, mesmo aos 75 anos, está lá, firme e forte. E do ladinho dele, saindo em todas as fotos. Integrante da Velha-Guarda da Portela, e famosa por sua feijoada, que, depois de dez anos, deixou de ser oferecida no Teatro Rival, ela assume […]

Por Daniela Pessoa - Atualizado em 25 fev 2017, 17h28 - Publicado em 25 jun 2016, 01h00
Tia Surica, Monarco e Paulo Barros.

Tia Surica: triste com a saída do Teatro Rival (Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo)

Podem reparar: se há um evento com o prefeito Eduardo Paes, Tia Surica, mesmo aos 75 anos, está lá, firme e forte. E do ladinho dele, saindo em todas as fotos. Integrante da Velha-Guarda da Portela, e famosa por sua feijoada, que, depois de dez anos, deixou de ser oferecida no Teatro Rival, ela assume que é fã número 1 do prefeito. A admiração é mútua. Na inauguração do VLT, Paes mandou buscarem Tia Surica em casa. “Não há nada para que ele não mande me chamar”, orgulha-se a sambista. “Quando vou à sua casa, ele pede um minuto de silêncio dizendo que chegou a sua amante”, brinca Tia Surica, que deverá passar a servir sua feijoada na sede do Cordão da Bola Preta, no Centro do Rio. “Ah, fiquei triste (com a saída do Rival). Foram dez anos lá. O que eu fiz em dez anos foi destruído em três meses. Aquilo lá era a minha casa”, lamenta. “Acho que agora ficou mais para a elite, sabe? Mas a casa é deles e a rua é minha.”

Atualização:

“A nova configuração do Teatro Rival Petrobras após a reforma incluiu uma ampla cozinha profissional, comandada pela nova sócia e chef Katia Barbosa, bem como um time de garçons treinado para o serviço de restaurante. Infelizmente, a Tia Surica não concordou em utilizar nossas dependências para cozinhar a feijoada, nem tampouco nossa equipe para servi-la, deixando o projeto inviável do ponto de vista financeiro. Com isso, decidimos fazer nossa própria feijoada, assinada pela chef Katia. Por fim, nos causou estranhamento a relação feita entre o Teatro e a elite, uma vez que promovemos festas na rua e a maioria de nossos shows são gratuitos. Além disso, especificamente sobre a feijoada, o valor caiu nessa nova etapa do Teatro Rival Petrobras” – Joca Vidal, assessor de imprensa

Continua após a publicidade

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DA SEMANA:

+ Luana Piovani substitui Deborah Secco em filme e está cheia de novidades

+ Luciano Szafir diversifica os negócios para driblar a crise e investe em agência de viagens

+ Yasmin Miranda emagrece 25 Kg, vira Miss Búzios e agora disputa o Miss Rio de Janeiro

Continua após a publicidade

+ Letícia Persiles faz seu primeiro musical, inspirado na Garota de Ipanema (e Helô Pinheiro não gostou)

Publicidade