Clique e assine por apenas 4,90/mês
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Secretário de Educação solicita audiência com BNDES e é ignorado

“Mas, se perguntar, todos vão reafirmar a prioridade da educação”, disse Cesar Benjamin lembrando empréstimo do banco a Luciano Huck

Por Daniela Pessoa - Atualizado em 7 mar 2018, 12h18 - Publicado em 2 mar 2018, 15h15

A divulgação da notícia, há duas semanas, de que o apresentador Luciano Huck usou um empréstimo de 17,7 milhões de reais do BNDES, com juros de 3% ao ano, para comprar um jatinho particular em 2013 deixou o secretário municipal de Educação, Cesar Benjamin, inconformado. “Há algum tempo fui ao BNDES buscar linhas de financiamento para expandir a rede pública de creches no Rio de Janeiro. Depois de ouvir muita lenga-lenga sobre prioridade à educação, tudo o que consegui foi uma proposta de empréstimo com juros de 12% ao ano. Recusei, é claro. Uma proposta dessas daria prisão em qualquer país desenvolvido”, escreveu em sua página no Facebook. E completou: “Há pouco tempo solicitei uma audiência com Paulo Rabello (atual presidente do banco) e não fui recebido. Mas, se perguntar, todos vão reafirmar a prioridade da educação”. E nada de reunião até agora.

ATUALIZAÇÃO:

Esclarecimento do BNDES

O BNDES esclarece que o secretário municipal de Educação do Rio de Janeiro, César Benjamin, foi recebido a seu pedido por duas vezes em 2017. A primeira reunião ocorreu em fevereiro e a segunda em dezembro. A equipe da secretaria de Educação foi novamente recebida em janeiro de 2018. Todos os pleitos apresentados estão sendo avaliados. Nenhum deles envolve crédito, pois, segundo o próprio secretário, não haveria espaço orçamentário para novos endividamentos. Quanto à rede de creches, a secretaria demonstrou interesse em estudar a possibilidade de usar parcerias público-privadas (PPPs) para expandi-las. O BNDES informou que poderia avaliar o financiamento ao concessionário, à semelhança do que praticou em projeto da prefeitura de Belo Horizonte.

Publicidade