Clique e assine com até 65% de desconto
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Rodrigo Santos prepara sua biografia e falará sobre a luta contra as drogas

Com mais de trinta anos de estrada, Rodrigo Santos, baixista do Barão Vermelho, está reunindo suas histórias em uma biografia que deve chegar às livrarias até o fim do ano. Escrito a quatro mãos com Ricardo Puggialli, o livro, ainda sem título, vai abordar a luta do músico de 51 anos contra a dependência de […]

Por Pedro Moraes Atualizado em 25 fev 2017, 17h55 - Publicado em 29 ago 2015, 01h00
Crédito Gustavo Gouveia

Crédito Gustavo Gouveia

Com mais de trinta anos de estrada, Rodrigo Santos, baixista do Barão Vermelho, está reunindo suas histórias em uma biografia que deve chegar às livrarias até o fim do ano. Escrito a quatro mãos com Ricardo Puggialli, o livro, ainda sem título, vai abordar a luta do músico de 51 anos contra a dependência de drogas e álcool e será publicado pela editora Ultra Music. “Estou limpo há dez anos, a ponto de já ter coordenado as palestras na clínica que frequentei”, conta. A decisão de abandonar o vício surgiu em uma das pausas na carreira da banda. “Eu me sentia sem horizontes. Não era daqueles caras que perdiam compromissos por causa das drogas, mas precisava dar fim à euforia e continuar com minha carreira com lucidez. Usei cocaína, maconha, ácido e chá de cogumelo. Hoje, minha vida é outra, e voltei até a surfar”, revela o baixista. A compulsão, ele desconta no trabalho. Workaholic assumido, Santos acaba de encerrar uma turnê de nove shows no país com o guitarrista Andy Summers, do The Police, e já faz planos de emendar novas apresentações com o inglês no próximo ano. “Foi uma grande experiência. O The Police e os Beatles foram meus ídolos. Agora só falta tocar com Paul McCartney”, sonha.

Publicidade