Clique e assine por apenas 7,90/mês
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Pabllo Vittar comenta sobre o aumento do assédio após a fama

Leia na coluna Beira-mar

Por Daniela Pessoa - Atualizado em 28 ago 2017, 16h28 - Publicado em 26 ago 2017, 05h00

O atual fenômeno pop do país tem apenas 22 anos, é uma drag queen e nasceu Phabullo da Silva, no Maranhão. Mais conhecida (sim, no feminino) como Pabllo Vittar, a dona de hits como K.O e Corpo Sensual integrou a banda do programa Amor & Sexo, mas estourou mesmo no recém-lançado clipe com Anitta e o americano Major Lazer, Sua Cara. Já são 28 shows por mês e cachê atual de 40 000 reais, o dobro do valor cobrado no começo do ano. As cantadas também aumentaram exponencialmente. “Os brasileiros são mais assanhados do que os gringos. Eu pego fãs direto, é o que mais faço. Afinal, estou solteira”, confessa Pabllo, que se apresenta no Rio no dia 6 de setembro. Sobre sua sexualidade, esclarece: “Não sou trans, sou um menino gay”.

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DA SEMANA:

+ Neto do ex-presidente João Goulart troca a política pela cozinha

+ Filme sobre a Lava-Jato pretende bater o recorde da bilheteria nacional

Continua após a publicidade

+ Giovanna Ewbank fala sobre sexo, nudes e seu canal no YouTube

Publicidade