Clique e assine por apenas 4,90/mês
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Olin Batista lança música em homenagem ao pai, Eike Batista

Após homenagear a mãe, Luma de Oliveira, em sua primeira faixa autoral, o jovem DJ Olin Batista, de 20 anos, divulgou nesta segunda (1º) um house com pitada de disco em homenagem ao patriarca. A faixa já está disponível no Spotify, Deezer, iTunes, Google Play e mais. Eike não escondeu a emoção de ter sido […]

Por Daniela Pessoa - Atualizado em 25 fev 2017, 17h26 - Publicado em 1 ago 2016, 16h50
olin e eike

Olin Batista e Eike Batista: filho homenageia o pai com a música Amazon 63, lançada nesta segunda (1º)

Após homenagear a mãe, Luma de Oliveira, em sua primeira faixa autoral, o jovem DJ Olin Batista, de 20 anos, divulgou nesta segunda (1º) um house com pitada de disco em homenagem ao patriarca. A faixa já está disponível no Spotify, Deezer, iTunes, Google Play e mais. Eike não escondeu a emoção de ter sido fonte de inspiração para o rebento: “Ter uma música feita por um filho é como se fosse um presente de Deus. Foi algo que realmente tocou meu coração”, disse. Olin a falou VEJA RIO sobre o trabalho e a relação com o pai:

1 – Após lançar uma música em homenagem à sua mãe, o seu pai ficou com ciúme e você precisou, então, criar uma para ele?
Não ficou com ciúmes não (risos). Eu sempre quis dedicar uma música a ele. Durante o processo de criação da faixa para a minha mãe, Luma, eu já estava com essa ideia clara de que a próxima tinha de ser dedicada e ele. E aqui estamos, estou muito feliz com o resultado.

2 – De que forma essa música é inspirada no seu pai? Quais foram as suas referências?
Encontrei por acaso um vídeo antigo no YouTube, de 1990, do Campeonato Mundial de Superboat que ele venceu, e havia vários comentários sobre a disputa. Então, cortei esses comentários, limpei o barulho do fundo e usei frases do comentarista, por exemplo, sobre o barco Spirit of the Amazon, do meu pai, que era o de número 63. Por isso o nome da música é Amazon 63 (escute aqui).

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=2FUoadMNPWA?feature=oembed&w=500&h=281%5D

3 – Seu pai curte música eletrônica ou essa é a sua praia, apenas?
Sim, ele gosta bastante. Ele já me disse várias vezes que gosta de ouvir as minhas produções, mas não apenas por eu ser o filho dele, e sim porque realmente gosta do que eu produzo. Sempre que tenho algo novo, eu mostro para ele dizer o que achou. Ele tem escutado Amazon 63 o dia todo (risos).

4 – Qual foi a reação do Eike quando você o colocou para ouvir Amazon 63, dedicada a ele?
Tive uma reunião com meu pai e meu empresário no restaurante da nossa família, o Mr.Lam. Pouco antes da sobremesa, o garçom ‘serviu’ um fone de ouvido, que foi conectado ao meu celular, e mostramos a música. Ele ficou sem palavras e, ao mesmo tempo, tocado. Começou a olhar para mim e para o telefone, para mim e para o telefone. Antes de dizer qualquer coisa, pediu abrindo um sorriso: “Toca de novo, por favor, toca mais uma vez!”. Ele disse que gostou da música e que, sempre que ouve o breakdown, as boas memórias do Superboat aparecem na sua mente. Coroamos a noite com um vinho muito especial de Istvan Szepsy (Tokaj), que o meu empresário trouxe da Hungria.

5 – Quanto tempo, em geral, você demora a compor uma faixa?
Depende. Não dá para cravar, sabe? Às vezes 4 ou 5 dias, às vezes meses. Amazon 63, por exemplo, eu fiz em uma semana.

6 – Pensa em pedir apoio financeiro ao seu pai para a sua carreira?
A resposta é: definitivamente não! Eu estou tentando ser independente financeiramente e estou perto de conseguir. O mercado da música mudou radicalmente nos últimos anos. Agora, você não precisa mais investir tanto dinheiro para lançar uma faixa como era necessário há 10 ou 15 anos. O investimento está um pouco menor. No futuro, quero lançar meu próprio selo, com o meu próprio dinheiro, meus contatos, minhas ideias e minha energia.

Publicidade