Cultura & Lazer

Novo presidente do Vasco revela planos para o clube

Depois de um conturbado, dramático e polêmico período eleitoral, o médico ortopedista Alexandre Campello assumiu, há pouco mais de uma semana, a presidência do Vasco da Gama. “Não tenho mais dormido direito. Antes, eu tinha uma rotina bem organizada e com bastante tempo livre. Isso acabou”, conta Campello, que possui três clínicas no Rio, mas vem dedicando até catorze horas por dia a, segundo ele, “escrever um novo capítulo na história do Vasco”. O presidente falou a VEJA RIO sobre os planos para o clube.

Transparência: “Estamos procurando parceiros para uma grande auditoria. Os sócios- torcedores receberão balanços periódicos a fim de saber para onde o dinheiro está indo”.

Marketing: “Contratamos um executivo que já trabalhou na Ambev, o Carlos Costa Cerqueira, e um novo VP, Bruno Maia, agressivo, dono da 14 Agência. A expectativa é fechar um patrocinador máster”.

Futebol: “O foco é a reestruturação da nossa base para aumentar a captação de novos talentos. Sobre o Nenê, estamos buscando um substituto. Temos conversado com Palmeiras e São Paulo”.

Dívidas: “Além de renegociar as dívidas, faremos diversos cortes e enxugaremos o quadro de funcionários. Não é perseguição, mas a estrutura do Vasco está muito inflada”.

São Januário: “Perdemos a janela da Olimpíada para solicitar à prefeitura mudanças estruturais no entorno do estádio. Com a crise municipal e estadual, grandes obras não são viáveis, mas acho que, com inteligência, podemos bolar soluções. De repente, criar uma praça para desafogar as ruas estreitas da região completamente ocupadas por carros e barraquinhas”.