Mateus Solano dá vida a juiz em novo filme inspirado em fatos reais: “Eu não ia querer estar na pele dele”

Um juiz embarca numa missão heroica para desmantelar um esquema criminoso no país. Poderia ser Sergio Moro, mas é o novo personagem de Mateus Solano no cinema. No thriller Em Nome da Lei, que estreia em 21 de abril e é inspirado em um caso real, um jurista luta contra o tráfico de drogas chefiado […]

Institucional

Mateus Solano: esquema criminoso no cinema

Um juiz embarca numa missão heroica para desmantelar um esquema criminoso no país. Poderia ser Sergio Moro, mas é o novo personagem de Mateus Solano no cinema. No thriller Em Nome da Lei, que estreia em 21 de abril e é inspirado em um caso real, um jurista luta contra o tráfico de drogas chefiado por Gomez (Chico Diaz), com a ajuda de uma promotora vivida por Paolla Oliveira. Sobre o filme, que surfa na discussão sobre corrupção no Brasil, Solano falou à coluna.

Você se inspirou em alguém para o papel? Quando filmei, ainda não existia a figura do Moro, então minha referência foi o Joaquim Barbosa. Peguei emprestado até alguns gestuais dele. Mas o juiz que inspirou o filme foi o Odilon de Oliveira, que detonou um esquema de narcotráfico na fronteira com o Paraguai.

Dá para imaginar as agruras que um juiz como o Moro vive hoje? Provavelmente, eu não ia querer estar na pele desses caras, só na ficção mesmo! Quem quer fazer justiça acaba acuado pelo sistema, e perde a liberdade. Odilon vive com escolta até hoje.

Como você enxerga o momento político que vivemos? A gente sofre com a corrupção desde sempre, ela nasceu junto com o Brasil. E há estudos que indicam que a mentira é fundamental para a construção do ser humano. Teríamos de dar um reset na coisa toda, só não me pergunte como.

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DA SEMANA:

+ Giovanna Ewbank vai abrir salão de beleza inspirado em points de Nova York

+ Arnold Schwarzenegger tieta José Aldo em feira no Rio e ajuda a passar óleo em bodybuilders

+ Guru de Steve Jobs, monge Segyu Choepel Rinpoche abre sala de meditação no Rio

+ Thaila Ayala vira primeira garota-propaganda da Farm no exterior. O cachê?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s