Marco Ricca, protagonista do filme Chatô, o Rei do Brasil, comenta sobre a estreia mais aguardada do ano

Uma das novelas mais famosas do Brasil não passou na televisão. Foram quase vinte anos até o filme Chatô, o Rei do Brasil, baseado no livro do jornalista Fernando Morais, ficar pronto. O imbróglio envolveu um incêndio, que consumiu boa parte do figurino, e até acusações ao diretor Guilherme Fontes, pela má administração do incentivo […]

Divulgação

Marco Ricca: trem fora dos trilhos nas gravações

Uma das novelas mais famosas do Brasil não passou na televisão. Foram quase vinte anos até o filme Chatô, o Rei do Brasil, baseado no livro do jornalista Fernando Morais, ficar pronto. O imbróglio envolveu um incêndio, que consumiu boa parte do figurino, e até acusações ao diretor Guilherme Fontes, pela má administração do incentivo fiscal da Lei Rouanet. Finalmente, a aguardada estreia está marcada para quinta (19). “Apesar do hiato, o longa manteve o frescor, inclusive técnico”, garante Marco Ricca, que deu vida ao protagonista Assis Chateaubriand e falou à coluna.

Você já assistiu ao filme? Sim, e foi no mínimo hilário. Na época, eu tinha uns 30 anos e interpretei o Chatô dos 17 aos 67, com muita maquiagem. O curioso foi ver que hoje, aos 50, estou parecido comigo mesmo caracterizado como um senhor de 67!

Faria algo diferente? Interpretaria o personagem com mais sutileza, mas não me envergonho de nada. É uma atuação que faz parte da minha história.

Teve algum momento marcante nas filmagens? Estava gravando com o Paulo Betti em um trem de época, com 200 figurantes, e o bicho descarrilou. Ninguém se machucou, mas eu só via o Paulo voando de um lado para o outro com aquela barriga falsa do Getúlio Vargas. Foi praticamente uma chanchada.

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DESSA SEMANA:

+ Juliana Paes vira novo case de bumbum na TV e é cotada para viver Gretchen no cinema

+ Alzira Ramos, dona da Fábrica de Bolo Vó Alzira, investirá cerca de 200 000 dólares em filial em Miami

+ Paloma Bernardi está lendo a Bíblia e se inspirando em personagem de Game of Thrones para nova novela da Record

+ Bernardo Jacobsen, um dos arquitetos responsáveis pelo Museu de Arte do Rio, conquista bilionários no exterior

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s